Volante troca Bota-PB por Náutico às vésperas de duelo pelo Nordestão

Foto: Sérgio Barzaghi / Gazeta Press



Uma negociação concretizada nesta sexta-feira (07) envolveu o volante Djavan e dois clubes que se enfrentam amanhã pela Copa do Nordeste 2020: Botafogo-PB e Náutico.

O meio-campista de 24 anos vai deixar a Maravilha do Contorno e seguir para os Aflitos, onde passará a defender as cores alvirrubras.

Promessa das categorias de base do Belo, Djavan subiu para a equipe principal em 2016, quando teve bastante prestígio e destaque sob o comandado do treinador Itamar Schulle, responsável por sua primeira chance no time profissional.

À época o jogador tinha 20 anos.

Antes, por empréstimo, o volante defendeu Lucena e Miramar, ainda na Paraíba.

Na ótima campanha da Copa do Brasil em seu primeiro ano no time de cima, Djavan foi um dos destaques do Botafogo-PB na competição, chamando atenção especialmente na partida contra o Palmeiras, em São Paulo, mesmo com a derrota por 3 a 0, quando, incrivelmente, a equipe paraibana jogou melhor.

Depois de um 2017 sem tanto brilho, o jogador foi emprestado várias vezes pelo Botafogo-PB, que buscava que o atleta tivesse visibilidade e pudesse gerar alguma venda para reforçar os cofres do clube. No fim do ano, Djavan foi emprestado para jogar a Série B pelo ABC-RN, e acabou rebaixado.

Em 2018, atuou no Mirassol, na disputa do Campeonato Paulista, e novamente jogou a segunda divisão nacional, desta vez pelo Boa Esporte-MG, e foi lanterna da competição.

No ano passado, outra chance para Djavan brilhar e finalmente decolar na carreira foi dada, mais uma vez, por Itamar Schulle, que o levou para o Cuiabá-MT, onde atuou por 31 vezes e participou da boa campanha, que acabou com a 9ª colocação da Série B em sua primeira participação no torneio.

Sem conseguir alavancar a carreira como era esperado, o volante começou 2020 no Botafogo-PB, mas vai seguir novos rumos.

Agora, de vez, Djavan acertou a rescisão do seu contrato, que iria até o meio deste ano, e vai jogar no Náutico, que havia, ainda durante a pré-temporada, tentado sua contratação.

O time da Maravilha do Contorno tentou prorrogar o vínculo com o atleta que, juntamente com seu empresário, descartaram o acordo.

Sem compensação financeira, o Belo fica com 50% dos direitos em uma futura transferência.

Paraibaonline

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com