Politica

Você sabia? Patos tem oito ex-prefeitos vivos, sendo quatro interinos

Um levantamento do Patosonline.com, aponta que o município de Patos possui oito ex-prefeitos vivos em sua história política e administrativa. Dos oito ex-gestores, quatro deles foram eleitos de pelo voto direto enquanto outros quatro, administraram o município de forma interina.

Entre os que receberam a confiança do povo para administrar o município, o ex-prefeito Dinaldo Filho, eleito no ano de 2016, foi o que governou Patos pelo menor período, fato ocorrido entre 1º de janeiro de 2017 e 14 de agosto de 2018, data do seu afastamento.

Os ex-prefeitos Olavo Nóbrega, eleito em 1968 e que governou Patos entre 31 de janeiro de 1969 e 30 de janeiro de 1973 e Ivânio Ramalho, eleito em 1992 e que governou Patos entre 1 de janeiro de 1993 e 31 de dezembro de 1996, completaram seus mandatos.

Já Francisca Mota, eleita em 2012, mas que exerceu o seu mandato entre 1º de janeiro de 2013 e 9 de setembro de 2016, data em que ocorreu o seu afastamento, não concluiu os quatro anos a frente da administração.   

O fato curioso é que a metade dos ex-gestores que governaram a Capital do Sertão, foram interinos, casos de Lenildo Morais, Bonifácio Rocha, Sales Junior e Ivanes Lacerda, que assumiram o comando do município com os desdobramentos das saídas de Francisca Mota e Dinaldinho.

Entre os interinos, Lenido Morais abriu a fila assumindo a Prefeitura de Patos entre 9 de setembro e 31 de dezembro de 2016. Ele governou Patos por 3 meses e 21 dias.

Bonifácio Rocha assumiu no dia 15 de agosto de 2018 e permaneceu até 4 de abril de 2019. O seu mandato como prefeito de Patos foi de sete meses e 20 dias.

Sales Junior assumiu em lugar de Bonifácio no dia 5 de abril de 2019, e ficou no comando da gestão até 20 de agosto de 2019. O seu mandato teve duração de quatro meses e 15 dias.

Ivanes Lacerda, o último prefeito interino da história política de Patos, assumiu a prefeitura no dia 23 de agosto de 2019, e permaneceu no cargo até 31 de dezembro de 2020, data em que terminaria o mandato de Dinaldinho, se tivesse passado os quatro anos no cargo.

O atual prefeito Nabor Wanderley que também é ex-prefeito de Patos, não entrou na lista de ex-gestores por que deixou a condição de ex-prefeito em 1º de janeiro de 2021, após assumir novamente o comando do município.


Por Genival Junior – Patosonline.com

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close