Violência explode na PB: Só 10% das viaturas estão rodando



Durante a Semana Santa, período comumente dedicado à paz universal e à reflexão pela passagem de Jesus Cristo,  Paraíba explodiu em violência! Quase  40 assassinatos em todo o estado, sendo que 29 deles  cometidos  na chamada Área Metropolitana de João Pessoa.No bairro de Mandacaru, em João Pessoa, a troca de tiros entre traficantes matou uma menor de 10 anos. Grazilelly Oliveira da Silva Lins foi alvejada por uma bala perdida no tiroteio entre as quadrilhas do tráfico, cena que vem se tornando comum naquele bairro dominado pelo comércio de drogas e pela violência.  Em Campina Grande  foram registrados nove homicídios. Sendo que cinco deles em apenas oito horas, da noite de Sexta Feira da Paixão para a madrugada do sábado, um índice elevado, digno dos grandes centros urbanos.

Policia em greve branca – Ante a um cenário de violência e desordem, a Policia tem se mantido, aparentemente, em greve branca. As viaturas que circularam durante a Semana Santa em ação preventiva não  atingiram a 10 por cento da frota que normalmente policia suas respectivas áreas. A maioria ficou recolhida aos quartéis por determinação de seus respectivos comandantes.
 Há que garanta existir insatisfação reinante entre os oficiais da Policia Militar, em virtude do suposto aumento concedido à tropa  pelo governador José Maranhão. O reajuste seria a partir de 2010, dependendo de não ultrapassar a Lei de Responsabilidade Fiscal. Ou seja, na prática, hoje, nada de aumento!

Há indicação, igualmente, que parte da frota está recolhida, também, por falta de combustível  em virtude de não pagamento aos fornecedores.Anteriormente, dezenas de viaturas ficaram nos quartéis para não serem retomadas pelas empresas locadoras, igualmente por falta de pagamento. Essas restrições, durante a Semana Santa, também atingiram a Operação Manzuá, dispositivo que fiscaliza a entrada e saída de veículos nas principais BRs do estado.

O clima é de pânico no seio da população, com tantos assassinatos e assaltos. João Pessoa já é a quarta cidade mais violenta do país! O crime tem avançado ainda mais por conta da ineficiência do aparato policial, cujo  comandante em chefe, secretário de Segurança Pública, Gustavo Gominho, ainda não provou a que veio e, garantem fontes da área, estaria demissionário alegando falta de condições para desenvolver um trabalho efetivo no combate ao crime na Paraíba.

Pbhoje