Locais

Vigilante morre com suspeita de Covid-19 no Hospital Regional de Patos e fato ganha bastante repercussão

A morte do vigilante Alberto Gomes Moreira, conhecido por Betão, de 41 anos, está chamando atenção, pois o mesmo era relativamente jovem e teve seu quadro de saúde agravado de forma rápida.

Alberto, que trabalhava no Banco Santander morreu por volta das 16h00m (quatro da tarde) no Hospital Regional de Patos, e apesar de ainda não ter o resultado do exame divulgada, existe a suspeita que o mesmo estivesse infectado com o coronavírus.  

Segundo as informações, “Betão” como era mais conhecido, teve febre alta e muita tosse e foi internado no UPA do Campo da Liga na última quinta-feira, dia 07 de maio. Seu quadro de saúde teve uma piora no mesmo dia e ele foi transferido para o HRP onde faleceu.

Casado com Onélia de Sousa Lucena, o vigilante que residia no Bairro da Maternidade deixou um filho de 22 anos de idade.

A morte do mesmo está sendo bastante lamentada nas redes sociais de parentes, amigos e familiares.  

Patosonline.com

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close