Vigilância em Saúde de Mãe d’Água promove ações educativas, distribuição de máscaras e desinfecção na Feira de Hortifrútis



Ações de combate a entrada e propagação do Novo Coronavírus em nosso município vem sendo realizadas com regularidade pelas equipes de Vigilância em Saúde, com o apoio e suporte da Secretaria Municipal de Saúde e da Prefeitura de Mãe d’Água.

Na última terça-feira, 19, os profissionais foram às ruas da sede do município, onde desenvolveram um trabalho de desinfecção, distribuição de máscara e álcool em gel e levaram orientações à população.

A ação passou pela Feira de Hortifrútis, filas de correspondentes bancários e principais pontos de aglomeração de pessoas, onde os agentes fizeram a distribuição das máscaras e do álcool em gel e orientaram os munícipes sobre a melhor forma de se prevenir da contaminação pelo vírus.

Outra iniciativa importante foi a montagem de tendas nas frentes dos correspondentes bancários, onde foram colocadas cadeiras, respeitando as recomendações de distanciamento e garantindo um pouco mais de conforto aos que aguardam para ser atendidos.

De acordo com o agente da Vigilância Sanitária, Rivaldo Campos, além de promover a desinfecção das bancas de hortifrútis, o objetivo principal foi o de conscientizar a população sobre a importância e a obrigatoriedade do uso das máscaras.

“O objetivo principal deste trabalho foi o de, mais uma vez, conscientizar a população sobre a importância do uso das máscaras, onde realizamos a distribuição entre aqueles cidadãos que se encontravam sem o equipamento. Além da Feira Livre, também visitamos a Unidade de Saúde, onde também encontramos muitas pessoas ainda sem a máscara e também orientamos, inclusive falando sobre o Decreto Estadual 40.242, que prorroga a obrigatoriedade do usa da máscara em todos os espaços públicos e estabelecimentos comerciais e estabelece multa para os comerciários no valor de R$ 100,00 por pessoa sem máscara em seus estabelecimentos”, destacou.

Rivaldo ainda fez um balanço da ação e falou sobre a reação dos munícipes. “Foi uma ação bem positiva, apesar da resistência de algumas pessoas ao uso da máscara, o que entendemos ser uma questão de educação que será assimilada aos poucos. Ainda que com algumas ressalvas, percebemos que o pessoal está absorvendo as informações e acredito que mais de 90% da população já aderiu ao uso deste equipamento de proteção”, avaliou Campos.

O agente concluiu sua fala dizendo que os objetivos das equipes de Vigilância em Saúde estão sendo alcançados, com o apoio incondicional da Secretaria de Saúde e do Governo Municipal.

“Nosso trabalho está conseguindo alcançar seus objetivos, pois boa parte da população já está atenta e fazendo o uso das máscaras, nos mercadinhos, os comerciantes só permitem a entrada com o equipamento. Com certeza, a Saúde, com o apoio incondicional de nossa secretária Sandra de Lourdes e da Prefeitura, através do prefeito Cirino, está fazendo a sua parte, quer seja pelas ações de desinfecção, ou pela orientação. Cabe a população também colaborar e fazer a sua parte”, concluiu.

SOBRE AS MÁSCARAS

É importante ressaltar que a máscara é um equipamento de proteção individual, que não pode ser utilizado por mais de uma pessoa e que sua troca deve ser feita pelo menos em intervalos de duas a três horas. Para higienização das máscaras reutilizáveis, aquelas de tecido, o Ministério da Saúde orienta que sejam lavadas com água e sabão, mergulhadas em uma solução com água sanitária e depois de secas passar o ferro.

Cledilma Cordeiro

Ascom | Prefeitura de Mãe d’Água