Locais

Vigilância Ambiental aponta que Patos está com alto risco de epidemia da dengue, e coordenador faz recomendações. Ouça

ÓTICAS GUIMARÃES

A Secretaria Municipal de Saúde de Patos-PB realizou entre os dias 16 e 20 de janeiro, o primeiro Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2023.

O coordenador da Vigilância Ambiental Municipal de Patos, José Júnior de Medeiros, lembra que o estudo serve como carta norteadora para o município elaborar e aplicar as estratégias de combate ao Aedes aegypti, que é o mosquito transmissor das doenças conhecidas como dengue, zika e chikungunya.

O coordenador da Vigilância Ambiental Municipal de Patos fez um relato de que em 2022 o ano fechou com o índice em 2.2%, que representa o médio risco de epidemia pelo Aedes.

Contudo, ele ressalta que após o início das chuvas agora em janeiro, o resultado deste primeiro LIRAa do ano apontou o índice de 4,5% de infestação predial – que representa um alto risco de epidemia da dengue.

Diante disso, os agentes de endemias estão intensificando as visitas domiciliares e orientando a população. O trabalho também conta com o apoio dos agentes comunitários de saúde do município.

Por último, De Medeiros reforça que além das ações do município, o mais é importante é a população ficar atenta aos cuidados preventivos, como evitar água parada e suja em qualquer depósito ou recipiente que seja.

Ouça mais detalhes no áudio que segue abaixo.

José Júnior de Medeiros – Áudio: Wânia Nóbrega/Rádio Espinharas FM

Matéria por Patosonline.com
Áudio da Rádio Espinharas


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo