Vereadores questionam a origem dos recursos e podem convidar prefeito interino e secretário de finanças do município. Ouça



A primeira sessão extraordinária realizada na manhã desta segunda-feira, 27, para discutir o projeto do poder executivo para a autorização de crédito suplementar de até R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais), o que fez os parlamentares discutires a convocação do prefeito interino Ivanes Lacerda e o secretário de finanças, Arnon Medeiros, para prestar esclarecimentos sobre o projeto aos parlamentares.

A grande preocupação dos parlamentares diz respeito a origem dos recursos que serão investidos na festa, por conta do atual cenário em que diversos serviços essenciais não vêm sendo prestados de forma satisfatória a população,

Em entrevista ao repórter Higo de Figueiredo, da Rádio Espinharas 97,9 FM, o vereador Toinho Nascimento, (PSDB), integrante da bancada de oposição, comentou a possibilidade de convocação do prefeito e questionou a falta de informações até o momento, afirmando que o projeto está vazio. Ouça o vereador Toinho Nascimento;

Vereador Toinho Nascimento

Já o vereador Cambirota, (PSDB), que integra a bancada governista, disse que o prefeito interino terá tempo suficiente para trabalhar a organização financeira do município e defendeu a aprovação do projeto, por conta do fortalecimento de diversos setores da economia. Ouça as palavras do vereador Cambirota;

Vereador Cambirora

MUDANÇA DE HORÁRIO:

A sessão extraordinária desta terça-feira, 28, para a análise do projeto nas comissões, foi alterada para às 14h, por conta da impossibilidade de comparecimento da vereadora Lucinha Peixoto, (PCdoB), relatora da Comissão de Assuntos Econômicos, no horário da manhã.

A sessão extraordinária para votação do projeto em primeiro turno está programada para as 9h da quarta-feira, 29, e a segunda votação está prevista para acontecer na quinta-feira, 30, também no mesmo horário.

Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.