Voto de Ramon Pantera foi fundamental para derrota de Ivanes na Câmara



Em mais uma queda de braço entre o prefeito interino Ivanes Lacerda e o poder legislativo, a Câmara Municipal de Patos derrotou o Projeto de Lei Complementar 3/2019, do Poder Executivo, que altera a Lei Municipal 3541, e propõe as alterações no atual código tributário do município.

Depois de bastante polêmica e bate-boca entre os parlamentares da base e da oposição, o projeto acabou derrotado na primeira votação realizada no plenário da casa, apesar de receber oito votos favoráveis e sete contrários a sua aprovação.

O que surpreendeu a muita gente foi o posicionamento do vereador Ramon Pantera, (PODEMOS), que votou contra a proposta do executivo, poucos dias depois de ter a sua esposa Camila Ingrid, nomeada para a Secretaria Executiva de Políticas Públicas para a Mulher. Já o vereador Sales Junior resolveu se retirar do plenário e acabou não participando da votação.

Por se tratar de um Projeto de Lei Complementar, a proposta precisava de pelo menos 9 votos para a sua aprovação e acabou derrotada já na primeira votação.

COMO VOTARAM OS VEREADORES:

Votaram a favor da aprovação da proposta do Poder Executivo, os vereadores Cambirota, Dito, Gordo da Sucata, Goia, Ferré Maxixe, Ranieri Ramalho, Nadir e Fátima Bocão. Já os vereadores Toinho Nascimento, Lucinha Peixoto, Edjane Araújo, Suélio Caetano, Ramon Pantera, Capitão Hugo e Diogo Medeiros, votaram de forma contrária a proposta.

Patosonline.com