Vereadores debatem vagas para a próxima Legislatura. Presidente diz que 17 não serão aprovadas. Veja



Em uma sessão prestigiada por um número recorde de pessoas, os vereadores de Patos debateram na noite desta terça-feira, dia 09 de agosto, a questão das vagas para a próxima legislatura. A transmissão do ao vivo do patosonline, alcançou o maior número de visitas, desde que iniciou suas transmissões online.

 O primeiro a usar a Tribuna foi o vereador, Ivânes Lacerda (PSDB). Ele disse que era a favor das 17 vagas, porém criticou bastante aqueles que defendem um salário mínimo para o vereador.

 Em seguida foi a vez de Almir Mineral (PSDB). Ele criticou bastante o presidente do SIMFEMP, José Gonçalves (mesmo sem citar o nome). Almir declarou que iria votar nas 17 vagas, porém após os últimos acontecimentos, mudou de opinião e agora não vota mais para que a Câmara tenha 17 vagas.

 O vereador Jeferson Melquíades falou em seguida. Ele disse que era a favor das 17 vagas, porém ficou muito irritado com o movimento que defende um salário mínimo para o vereador de Patos.

 O presidente da Casa, vereador Marcos Eduardo (PMDB) falou em seguida. Marcos foi enfático e disse que de maneira nenhuma as 17 vagas seriam aprovadas em Patos. “A Câmara não tem 8 vereadores para aprovar as 17 vagas”, disse o presidente do legislativo. Neste momento Marcos foi vaiado.

 A vereadora Peteca usou a Tribuna. Ele segurou sua posição assumida em uma manifestação ocorrida no dia anterior em Patos, afirmando que votava nas 17 vagas, porém se mostrou muito irritada com boatos de pessoas ligadas ao movimento das 17 vagas, que teriam afirmado que Peteca tinha que ser retirada da política de Patos.

 Edimilson Araujo, falou após Peteca. Ele estava visivelmente irritado com o movimento em prol das 17 vagas, tecendo duras críticas ao presidente do SINFEMP, José Gonçalves, dizendo que Gonçalves não tinha credibilidade para criticar a Câmara de Patos, não prestando contas de um sindicato, que segundo ele, fatura 17 mil reais por mês e 840 mil por ano.

Após a fala de Edimilson a sessão foi rapidamente encerrada ao som de gritos provenientes da Galeria.

Veja o vídeo da sessão

 

Patosonline.com