Politica

Vereadores de Santa Terezinha denunciam gastos abusivos com diárias na gestão de Terezinha de Zé Afonso

ÓTICAS GUIMARÃES

A sessão que marcou o final dos trabalhos legislativos no 1º semestre, na Câmara Municipal de Santa Terezinha-PB, aconteceu às 17h05, nesta sexta-feira (21), e foi conduzido pelo presidente Salomão Cordeiro (PP). A vereadora Célia Nicacio (PSB) não compareceu.

O vereador Pedro Sopa (PSDB) apresentou votos de pesar às famílias de Severino Capuxú e Benedito Biega. Pediu ao presidente da Câmara melhorias na Casa como: som, climatização e curso de segurança da Casa. Fez duras críticas à gestão da prefeita Terezinha de Zé Afonso (PSDB). Segundo Pedro, a prefeita fez muitas promessas desde a época que era candidata, contudo não cumpriu quase nada. Prova disso são as inúmeras cobranças das Associações do município. “Já são 30 meses de gestão e quase nada foi feito, a não ser dois mata-burros, uma passagem molhada e o letreiro na praça com os dizeres: eu amo Santa Terezinha, é preocupante enganar o povo, mas o povo não esquece”, afirmou o vereador. Reprovou o total de diárias pagas pelo município, só um casal de funcionários recebeu mais 11 mil reais é ‘imoral’. Falou que a gestão não tem planejamento e quando se reúne para decidir algo é só briga entre a equipe. “A prefeita precisa de atitude, pois tem muita gente comendo do pirão sem trabalhar, por isso eles ficam calados. Eu não, vou defender o povo”.

O parlamentar Zé Nilton (PR) se acostou aos votos de pesar apresentados. Disse que tinha previsto as dificuldades da gestão, pois a prefeita está sem apoio dos deputados. Relatou que conversou com o Diretor de transportes do município que lembrou que a situação atual dos ônibus é  precária. Por fim, disse que a gestão passa por uma grande crise financeira.

A vereadora Lidianny Medeiros (PSDB) se acostou aos votos de pesar. Parabenizou a prefeita pela passagem de seu aniversário. Criticou o discurso de seu colega Pedro. “É uma ingratidão, é uma injustiça criticar essa prefeita guerreira, que vem fazendo muitas coisas pelo município, hoje, Santa Terezinha está de cara nova. Você, Pedro só faz criticar a gestão no intuito de ser candidato a prefeito em 2020. Estou indignada com essa injustiça”, afirmou a vereadora. Por fim apresentou o projeto de lei que pede à gestão a cobertura da garagem municipal para secretaria de transporte. Concedeu o título de cidadão Santerezinhense ao cantor e compositor Pinto do Acordeon. 

Menon Ayres (PROS) lamentou que os vereadores de situação queiram jogar a oposição contra o povo dizendo que a baixa  produtividade da gestão é culpa da oposição, não é verdade.  São João, João Pedro quem acabou? Falta de medicamento é culpa da oposição? Não. Sobre as diárias disse que era legal, porém é imoral. Imoral também é o carro da prefeita ser locado por 6.700 reais ao mês, que em 4 anos, custará  aos cofres públicos demais, 320 mil, e  em contrapartida está faltando até dipirona na farmácia básica para o povo. 

Vereador Lila (PSB) disse que é imoral as diárias, sobretudo porque muitas são destinadas com outros fins. Afirmou que a prefeita e o secretário iam para festas na Capital, regada a muito uísque com dinheiro do povo.

Francisco Bezerra (PSB) se acostou aos votos de pesar. Disse que seu Benedito de Biega era um  exemplo de pai de família. Agradeceu a todos que prestigiaram a 4ª Grande Cavalgada. Parabenizou o Blog do Jordan Bezerra pela cobertura do evento. Falou que Lidianny foi feliz ao destinar o título de cidadão ao cantor Pinto do Acordeon.  Lembrou que a diária é legal, mas o abuso não. Agradeceu ao médico Ruy Pontes que atendeu sua esposa, o agradecimento foi estendido ao vereador Pedro Sopa, que intermediou. Disse que fica triste, pois no mês junino não existe nada de ornamentado na cidade, não tem São João e nem João Pedro. Afirmou que a gestão está inoperante e agora sem apoio dos deputados a coisa tá pior. Avisou que o leilão dos carros do município foi realizado com um objetivo, que era adquirir um veículo de 7 lugares, mas até agora nada, descumprindo o acordado com a Câmara. “A política de beneficiar projeto pessoal é fadada ao fracasso, temos que pensar no povo. O eleitor deve fazer sua parte não vender seu voto por nada, pois é sua ‘arma’ democrática”, expressou Francisco. Por fim falou que o argumento da gestão ao dizer que fez pouco devido à burocracia não é verdadeiro, pois o município não tinha certidão positiva. Citou o exemplo de Catingueira que pegou inúmeras certidões positivas e destravou tudo, e está trabalhando. Respondeu ao vereador Edcarlos dizendo que pegou o carro da Câmara sucateado e, por isso locou um carro por 9 meses, contudo com o menor  preço de mercado da região.

O líder da prefeita Edcarlos Soares (DEM) se acostou aos votos de pesar. Falou que a prefeita esteve na Comunidade Santana na reunião da Associação, entende que existam muitas cobranças, mas a prefeita está fazendo o possível para amenizar os pleitos do povo. Quanto ao tema das diárias achou desnecessário trazer esse assunto para Câmara, pois é lei, desde 1997. Portanto é permitido no município, se houver exagero, será combatido. Respondeu às criticas sobre a gestão, afirmou que muitas coisas foram feitas, mas a oposição enxerga só as falhas. “É uma injustiça gente, vocês só enxergam as falhas e os acertos nada. Isso é politicagem”. Quanto às obras inacabadas, é culpa do ex-gestor, que deixou muitas pendências e que a burocracia é grande no Brasil, o governo federal está travando tudo. Disse também que o ex-gestor deixou até cheques sem fundos e muitas contas para serem pagas. Em relação à crítica do vereador Lila, que disse  que a prefeita vivia de farras, Edcarlos respondeu: “ela tem direito também de se divertir, no seu tempo livre”.

O presidente Salomão Cordeiro (PP) se acostou aos votos de pesar. Lamentou a paralização da atual gestão. O que acontece é que a administração começa com cara de fim e vai terminar assim. Já são  30 meses à frente da prefeitura e nada foi feito. Falta um ano e três meses para as eleições e essa prefeita não fez nada. Quando faz a pintura de uma escola é uma grande obra, ela comemora. Temos uma ambulância nova, de 2015, que faz um ano que está parada sem conserto, e é na saúde, mesmo o município tendo recebido  mais 900 mil reais para custeio na área, a coisa não tem planejamento, pois alta até dipirona na farmácia básica. O deslocamento da Van para João Pessoa, algo  bom, até isso foi limitado, que ia todos os dias, agora vai só três dias por semana, ou seja, houve uma redução no serviço, portanto piorou. Diárias é legal, mas o abuso não, pois só 2018 foram gastos mais 72 mil reais só em diárias, é um absurdo, porque o município está ocupando o 7º lugar na Paraíba.  Ao meu ver, foi um dos piores governos dos últimos tempos em nosso município. Sobre as melhorias na Casa, um questionamento do vereador Pedro Sopa disse: “vamos fazer o possível, já pagamos décimo terceiro e já estamos em dias com todos os fornecedores e estamos buscando as luzes para fazermos o projeto que desejamos, como a climatização da casa, devido ao calor, e a galeria com todos os ex-presidentes da casa, além do regimento interno e a lei orgânica, que são desatualizados e precisam de ajustes”.


Blog do Jordan Bezerra

 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo