Vereadores de Santa Terezinha aprovam, de forma unânime, Projeto do Pré-sal, que vai beneficiar população



A sessão ordinária da Câmara Municipal de Santa Terezinha iniciou-se às 17h05min desta sexta-feira, 14 de fevereiro. O presidente Salomão Cordeiro (PP) abriu os trabalhos legislativos. Compareceram os nove vereadores.

Quem primeiro usou a tribuna foi o vereador Pedro Sopa (PSDB) disse que o dinheiro do Pré-Sal deve ser para o povo e não para o INSS, como quer a prefeita. Os vereadores de oposição estão defendendo obras para o povo. Afirmou que a gestão não é confiável, pois o dinheiro do leilão dos carros sumiu, o dinheiro do Assentamento Nego Fuba também, assim como os 457 mil reais do dinheiro da repatriação. Disse que o ex-prefeito Zé Afonso comentou com o irmão de Pedro, dizendo que ele era traidor, mas o vereador rebateu ao afirmar que o histórico de traidor não o acompanha, diferente do ex-prefeito que traiu; Chica Motta, Edna Wanderley e Inaldo Leitão entre outros. “Fui fiel ao grupo de Gayoso por 27 anos. Até carro consertei com meu dinheiro e dei a ele (Zé Afonso) viajar e relaxar nas praias de João Pessoa, paguei também Whisky e água de coco para ele, agora sou ruim e traidor, o povo sabe quem tem a fama de traidor no município”, afirmou Pedro. Por fim disse que a gestão só tem promessas e a população dará a resposta em outubro.

A vereadora Lidianny Medeiros (PSDB) parabenizou a gestão pela assistência positiva na saúde. Lamentou a atitude dos vereadores de oposição, segundo ela, o presidente Salomão está manipulando seus pares, sobretudo no Projeto do Pré-Sal. Disse que a prefeita ia pagar o INSS para aliviar o FPM, com isso sobraria dinheiro para fazer obras no município. Falou que não era contra as emendas da oposição, porém fizeram as emendas às escondidas, lamentou atitude de seus pares. Por fim, disse que o vereador Pedro Sopa não podia criticar Zé Afonso, pois ele comeu do ‘pirão’ por mais de 2 anos, portanto Pedro é um ingrato.

O vereador Lila (PSB) fez uma pequena parte e chamou a vereadora Lidianny de mentirosa quando disse que os vereadores de oposição estavam contra o projeto do Pré-Sal, pelo contrário: “estamos a favor do povo, já a vereadora defende só a prefeita e é contra o povo”.

O vereador Menon Ayres (PROS) afirmou que existe uma turma mentindo em redes sociais, falando mal dos vereadores de oposição. Fez questão de ler o Projeto que foi enviado pela prefeita Terezinha de Zé Afonso (PSDB) que citava somente pagamento do INSS. Ela e sua turma ficam mentindo no Facebook dizendo que era para também fazer obras. Com emendas feitas pelos vereadores que querem o bem da população vai ter as obras: Passagens molhadas; das Queimadas, Riacho dos Barros, Nego Fuba, além da climatização do colégio do Pedro Soares, compra do veículo VAN de 16 lugares, ampliação do dormitório para os motoristas e Caixa d’água da Santana. Por fim disse que a prefeita quisesse comprar a VAN como disse o vereador Zé Nilton, a gestora teria usado 10% do dinheiro de custeio da saúde que a prefeitura, recebeu 1.650,000,00 ,(Um milhão, seiscentos e cinquenta mil reais ), e quase nada fez pelo município.

O vereador Zé Nilton (PR) apresentou votos de pesar pelas famílias de Ana de Abel Loló e Jaqueline de Nivaldo de Simão. Pediu compreensão dos vereadores de situação em relação ao Projeto do Pré-Sal. Parabenizou a boa assistência da Saúde no município que é eficiente e comparou com o município de Patos que está um caos.

O vereador Francisco Bezerra (PSB) se acostou aos votos de pesar apresentados. Criticou os ataques nas redes sociais feitos aos vereadores de oposição. Inventando calunias. Já a gestão mentiu à população, pois o Projeto inicial enviado à Câmara falava só em pagamento do INSS. Agora não, com as emendas o povo terá vez, com a construção das passagens molhadas, compra da VAN, Caixa d’água da Santana. Entre outras obras. Justificou por que a prefeita não é confiável, pois cadê o dinheiro do leilão dos carros? Também onde está os recursos do Assentamento Nego ? Ratificou que o compromisso dos vereadores de oposição é com o povo. E, por isso, não podiam apoiar que todo o dinheiro fosse exclusivamente para pagar o INSS. Francisco pediu providências ao coordenador da Cagepa de Santa Terezinha, Jacó Dias, pois a qualidade da água está ruim. Por fim, ele apresentou um Projeto de Lei, que nomeia a Rua: Sizenando Serafim da Costa, que é ex-combatente do exército brasileiro.

O líder da prefeita Edcarlos Soares (DEM), falou inicialmente sobre o Projeto de Lei nº 01/2020 de autoria do Executivo Municipal, que trata de créditos oriundos da Cessão Onerosa no valor de R$ 460 mil, o vereador disse que a emenda apresentada pelos vereadores de oposição é ilegal porque os parlamentares não podem honorar despesas. Edcarlos reconheceu que o projeto inicial falava só em INSS, e a gestora viu as críticas dos vereadores e recuou e pediu o projeto para reparar, porém a Secretaria da Câmara alegou que não poderia devolver o projeto ao Executivo porque estava nas Comissões. Disse que a prefeita vai comprar uma Van de 18 lugares. Lamentou as críticas de Pedro Sopa, em relação ao trator sem pneus do município. Por fim, disse que várias obras estão para serem iniciadas no município. E a gestão vai adquirir um trator.

O presidente Salomão explicou porque o projeto não retornou ao executivo, pois estava nas comissões e, colocou para decisão do plenário que é soberano, portanto obedecendo ao Regimento Interno.

Vereadores de Santa Terezinha aprovam, de forma unânime, Projeto do Pré sal

Texto – Blog do Jordan

Vídeo – Patosonline.com

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com