Politica

Vereadores aprovam Projeto de Lei que concede subvenção a Fazenda da Esperança

Na Sessão Ordinária desta terça-feira, dia 02 de dezembro, os parlamentares da Casa Juvenal Lúcio de Sousa aprovaram por unanimidade, em primeira e segunda votação, o Projeto de Lei Nº 048/2014, de autoria do Poder Executivo, que concede subvenção mensal a Fazenda da Esperança no valor de R$ 2 mil, que serão repassados a instituição a partir do mês de janeiro de 2015.

Reafirmando o apoio declarado em muitas ocasiões, a prefeita de Patos, Francisca Gomes Araújo Motta, encaminhou à Câmara Municipal o Projeto de Lei e, mediante a sua aprovação, irá sancionar a Lei e entregar uma cópia da mesma aos administradores da Fazenda em evento que marcará a sua inauguração no próximo dia 14.

No uso da tribuna, a vereadora Nadir Rodrigues Guedes, que juntamente com seus pares abraçou esta tão importante causa, parabenizou a iniciativa da prefeita Francisca Motta e disse que espera que a sua atitude seja copiada pelos gestores dos 38 municípios que compõem a Diocese de Patos e que, de forma direta, serão beneficiados pela instituição.

“É um prazer para todos nós termos a oportunidade de votar esta matéria, uma vez que esta Casa Legislativa abraçou a causa e está empenhada no sentido de sensibilizar os gestores dos demais municípios que compõem a Diocese de Patos. Com esta atitude, a prefeita Francisca Motta torna claro o compromisso em contribuir com a Fazenda da Esperança, pelo o que nós a parabenizamos e torcemos para que essa atitude sirva como exemplo para os demais municípios. Municípios como São Mamede, onde estivemos na noite desta segunda-feira apresentando o projeto e encaminhando ao Legislativo e ao Executivo o nosso desejo de que também possam abraçar esta luta e todos os parlamentares e o gestor municipal já responderam de forma positiva”, enfatizou Nadir.

A Fazenda da Esperança, como bem disse o Padre Fabrício Timóteo, durante o seu pronunciamento de apresentação do projeto na Câmara Municipal de São Mamede, é capitaneada pela Igreja Católica, mas é um projeto ecumênico, no qual não há distinção alguma e o acolhimento é feito a todos que manifestem vontade expressa de vivenciar uma experiência de recuperação da dependência de entorpecentes com base no tripé: Trabalho, Oração e Ressocialização.

Escute a entrevista da presidente da Câmara, Nadir Rodrigues:

 

Ascom | Câmara Municipal de Patos

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close