Vereadora Nadir lamenta morte de Pinto do Acordem: “A Paraíba perde uma de suas maiores referências da música e cultura nordestina”



O músico paraibano Pinto do Acordeon morre na madrugada desta terça-feira (21), aos 70 anos, vítima de um câncer. O músico fazia tratamento de um câncer na bexiga, em um hospital de São Paulo, desde janeiro desse ano.

A vereadora Nadir Rodrigues, lamentou a morte do artista paraibano e destacou sua grande importância como artista de relevância nacional: “A Paraíba não perdeu apenas um dos maiores artistas da música nordestina, mas também uma grande referência da cultura nordestina. Seu legado ficará marcado na história, sua voz jamais será esquecida por nós e sua sanfona ecoará para sempre. Lamentamos profundamente essa grande perda e nos solidarizamos com toda a família enlutada”, lamentou a parlamentar.

Francisco Ferreira Limeira, o Pinto do Acordeon, nasceu no município de Conceição, no sertão paraibano e foi erradicado em Patos. Em 1976 gravou o primeiro LP, deixando o legado de 20 álbuns gravados, já tendo composto músicas para Elba Ramalho, Genival Lacerda, Dominguinhos, Fagner, Os 3 do Nordeste e Trio Nordestino. Também exerceu o mandato de vereador pela cidade João Pessoa entre os anos de 1993 e 1997.




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.