Vereadora Nadir afirma que caso de uma mulher grávida que está sendo obrigada a trabalhar, será levado ao conhecimento da Câmara de Vereadores. Ouça;



A vereadora Nadir Rodrigues, (Republicanos), disse nesta quarta-feira, ao jornalista Misael Nóbrega, da Rádio Espinharas FM de Patos, que vai levar ao conhecimento do Poder Legislativo a denúncia de que uma servidora da cidade de Patos estaria enfrentando suposta dificuldade para conseguir o pedido de licença do trabalho, devido a situação de pandemia da covid-19.

De acordo com a parlamentar, o município já possui de um decreto que garante a licença, no caso de gestantes, mas que não alcança as empresas do setor privado, situação que não descarta a necessidade de bom senso entre as partes.

Nós vivemos em um momento atípico no mundo, onde o bom sendo vai fazer toda a diferença. É preciso que se olhe a gestante de uma forma especial, e que se trabalhe meios para contemplar a gestante num momento de pandemia”, ponderou a vereadora.

A vereadora ainda comentou a prescrição de um atestado médico para a mulher gestante, e explicou que o médico não pode prescrever um atastado pelo fato da gravidez não ser classificada como uma doença, mas no entanto, poderá prescrever recomendações para os empregadores, diante do quadro de saúde que for constatado na paciente.

Ela sugeriu mudança na rotina de trabalho da servidora, a exemplo de desempenhar outra função durante o período da gravidez, ou mesmo o thabalho homme office, para minimizar eventuais riscos a saúde da mulher.

Nadir entende que algo precisa ser feito, caso seja realmente comprovada a informação denunciada.


Por Genival Junior – Patosonline.com