Vereador Ramon Pantera questiona gastos da prefeitura de Patos com pandemia e procurador do município responde. Ouça



O vereador patoense, Ramon Pantera, disse na noite de ontem, quinta-feira (18), durante sessão online da Casa Juvenal Lúcio de Sousa, que apresentou um requerimento de número 744 solicitando que a Prefeitura de Patos apresente ao poder legislativo todos os extratos bancários dos últimos seis meses.

Ramon justificou o pedido dizendo que está apenas querendo cumprir o dever que todos os vereadores têm, ou seja, de fiscalizar as contas da gestão pública municipal.

Ele também mencionou que esse cuidado se dá pelos indícios de corrupção que outros estados estão enfrentando, e ainda pela desconfiança que paira no ar depois que uma reportagem trouxe algumas cidades paraibanas que adquiriram materiais pra serem utilizados na pandemia a preços bem acima do mercado, inclusive a cidade de Patos.

Ainda sobre a questão, Ramon Pantera chegou a citar alguns valores que o Ministério Público tem questionado no tocante às compras realizadas pela cidade de Patos, em relação aos produtos como álcool em gel e equipamentos de proteção individual.

E novamente conclamou os vereadores a buscarem fiscalizar melhor os gastos das verbas federais destinadas à cidade de Patos, em razão da pandemia do coronavírus.

Procurador do município responde

Diante das palavras do vereador Ramon Pantera, e ainda da reportagem que cita a Prefeitura de Patos como uma das que tiveram gastos além do normal com materiais utilizados no combate da pandemia, o procurador do município, Jonas Guedes, disse que os preços do álcool em gel (especificamente) estão compatíveis com o mercado, uma vez que cada galão de 5 litros ao preço de 200 reias, representa que cada 500 ML do produto custa a média de 20 reais, ou seja, dentro da normalidade do mercado e sites de vendas.

Jonas também lembrou que o álcool em gel quando foi adquirido estava com escassez acentuada no mercado, e dessa forma foi necessário comprar com certa urgência a quem tivesse disponível, porém, ele afirma que essa compra foi com base numa pesquisa de preço que apontou para valores dentro da realidade do mercado.

Ouça mais detalhes na entrevista que segue.

Ramon Pantera acusa
Procurador Jonas rebate

Matéria por Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.