Vereador Ramon diz que afastamento de Lucinha foi determinante para aprovação do projeto que modifica a alíquota previdenciária. Ouça;



O vereador Ramon de Chica Pantera afirmou nesta quarta-feira, 29, no jornal Notícias da Manhã da Rádio Espinharas FM 97,9, que o afastamento da vereadora Lucinha fui fundamental para a aprovação em 1º turno, do projeto 15/2020 que altera de 11% para 14%, a alíquota de contribuição dos servidores públicos municipais.

Ramon disse que seria fundamental o afastamento da vereadora só após a votação do projeto e disse que a mudança de posicionamento com a posse do vereador Inácio de Gelo, foi fundamental para a derrota do projeto.

“Não quero acreditar que tenha tido nenhum tipo de manobra com o afastamento da vereadora Lucinha, usei isso na semana passada e clamei para que ela esperasse o projeto ser votado e coincidentemente veio a votação no dia em que ela se afastou e onde teve a posse do vereador Inácio de Gelo”, disse Ramon Pantera em tom de lamentação.

O parlamentar também lamentou a derrota de duas emendas de sua autoria, que previam a implantação da alíquota progressiva, e disse que o novo percentual trará malefícios para o servidor público municipal. Ouça; 

Ramon Pantera

RESULTADO DA VOTAÇÃO    

Votaram pela aprovação do projeto, os vereadores Sales Junior, Nadir; Fátima Bocão; Sales Júnior; Dito; Inácio de Gelo; Gordo da Sucata; Cambirota e Ferré Maxixe.

Os votos contrários foram dados pelos vereadores Goia; Ramon Pantera Edjane Araújo; Toinho Nascimento; Suélio Caetano; Capitão Hugo e Diogo Medeiros.

O vereador Raniery Ramalho não participou na sessão remota, enquanto a presidente da casa Tide Eduardo não participou da votação, uma vez que só aconteceria com o voto de minerva, caso o placar terminasse empatado.

Por Genival Junior – Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.