LocaisPolitica

Vereador Patrian denuncia matança de animais de rua por envenenamento na cidade de Patos

ÓTICAS GUIMARÃES

O vereador Sargento Patrian, que além de parlamentar é voluntário da causa animal na cidade de Patos, usou a tribuna da Câmara Municipal no retorno das atividades, nesta terça-feira, dia 19, para denunciar mais uma vez a matança de animais de rua na cidade.

“Acabei de receber a mensagem onde alguns animais foram envenenados aqui no Novo Horizonte. Eu peço a população que não envenenem esses animais, não ajam com as próprias mãos, porque eles são seres irracionais, a culpa não é deles, a culpa é do prefeito Nabor Wanderley, que mentiu pra você, o prefeito passou na sua casa dizendo que ia construir o centro de zoonoses. Cadê o centro de zoonoses? Cadê a sala de Castração? Estive em contato com o secretário de saúde, ele alegou que havia sido feita uma licitação, mais de 300 equipamentos, cada um de uma empresa, repassou e aceitou a proposta feita pela secretaria e mesmo assim só aceitaria entregar os materiais com uma contrapartida da prefeitura de 30% ou 40% porque não confia no pagamento desses materiais”, denunciou o parlamentar.

O envenenamento é responsável pela maioria das mortes de cães e gatos e é crime, podendo o autor ser punido com 2 a 5 anos de reclusão, multa e proibição da guarda. Caso o crime resulte na morte do animal, a pena pode ser aumentada em até 1/3. É o que diz a Lei Federal nº 14.064, de 29 de setembro de 2020 que altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, aumentando a pena para quem praticar maus-tratos aos animais.

Atualmente, na cidade de Patos, a luta dos voluntários, poder público e sociedade, é pela conclusão da sala da castração do município para que o trabalho de controle da população animal seja efetivado.

Por Wânia Nóbrega – Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo