Politica

Vereador Josmá Oliveira atende pedido de portadora de fibromialgia e apresenta requerimento pedindo criação da carteirinha em Patos

O vereador Josmá Oliveira atendeu o pedido da portadora de Fibromialgia Roberta e apresentou requerimento na Câmara de vereadores de Patos que logo fora aprovado, pedindo a confecção da carteirinha de portador de Fibromialgia, garantindo assim identificação no atendimento prioritário.

A fibromialgia é uma síndrome caracterizada principalmente por dor crônica e generalizada, o portador sente dores durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos no corpo que dura pelo menos três meses. Esses desconfortos podem surgir sem motivo aparente, ou serem uma reação exagerada a algum acontecimento. “E há outros sintomas de fibromialgia que são importantes: fadiga, sono não restaurador e distúrbios cognitivos como esquecimento, falta de atenção e dificuldade de concentração”, completa o reumatologista José Eduardo Martinez, da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR).

Baseada nessa informação se faz direito e necessário que portadores de Fibromialgia tenham seu tempo de atendimento reduzido em locais de acesso comuns de pessoas, e como forma de organização pede-se a identificação dos portadores através de uma carteirinha de identificação.

A referida carteirinha deve ser conferida a pessoas que comprovarem através de laudo médico emitido por reumatologista atestando a existência da enfermidade, acompanhado de RG, CPF, cartão do SUS, comprovante de residência, 1 foto 3×4 e telefone para contato.

A lei estadual de Nº 11.530 de 03 de dezembro de 2019, de autoria do deputado estadual Walber Virgolino concede atendimento prioritário nos estabelecimentos públicos e privados durante todo seu horário de atendimento a pessoas com Fibromialgia, como também estabelece a inserção do símbolo mundial da Fibromialgia nas placas ou avisos de atendimento prioritário.

A solicitante agradece ao vereador e espera que os órgãos competentes façam a execução sob a justificativa de que o atendimento prioritário estará amenizando ao menos um pouco o sofrimento de quem é portador de Fibromialgia.

Assessoria

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close