Vereador Capitão Hugo considera taxa de lixo injusta e defende construção de ecopontos como forma viável de destinação final. Ouça



O vereador patoense Capitão Hugo usou a imprensa local para comentar sobre a cobrança de taxa de esgoto pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba – CAGEPA, na cidade de Patos.

Segundo informou, antes se cobrava apenas a taxa de esgoto no centro da cidade, indo de 80% a 100% em relação a taxa de água. Porém, atualmente existe uma cobrança injusta dessa referida taxa.

Ele citou como exemplos a construção do Conjunto Itatiunga, Conjunto dos Sapateiros, dentre outros, que possuem o sistema de tratamento. Portanto, se trata de casos onde a empresa pode cobrar a taxa de esgoto.

Porém, o vereador ressalta que a cidade de Patos não possui o tratamento final de forma adequada dos esgotos, que são depositados em grande parte nos rios.

Fazendo um paralelo, o vereador citou a taxa do lixo, e considerou que a mesma será paga para o recolhimento, mas sem garantir o tratamento final. Portanto, considera injusta a cobrança dessas taxas.

E citou a construção dos ecopontos como resposta mínima que o município deveria dar para este problema, já que iria disciplinar o lixo depositado de forma inadequada nas vias públicas por parte dos carroceiros. Neste caso, o lixo seria uma fonte de renda para os próprios carroceiros.

Ouça mais detalhes na entrevista que segue.

Matéria por Patosonline.com

Áudio – Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas)