Universitárias são presas após causarem desordem em Sousa



Foram presas, após pratica de desordens no Hospital Regional de Sousa, na manhã de ontem, domingo 22, as universitárias Gabriela Araújo Queiroz de Castro, solteira, 18 anos, e Glaucia Rabelo Amorim, solteira, 22 anos, residentes na Cidade de Sousa.

Ambas chegaram ao Hospital para receberem atendimento médico, e logo em seguida, não gostando dos procedimentos, passaram a praticar desordens, tipo, gritando em voz alta, e batendo nas portas do Hospital.

O policial militar Freitas Júnior que presta serviços naquela unidade de saúde, pediu que as mesmas parassem com aquele escândalo, mas mesmo assim, as estudantes que apresentavam sintomas de embriagues, começaram a desacatar o PM, dizendo: “que cursavam direito, e sabiam de Lei mais do que o soldadinho de merda e bosta”.
Sem alternativa, uma guarnição da Polícia Militar foi acionada, e conduziu as universitárias para a Delegacia, onde elas foram enquadras de conformidade a Lei.

Garimpandopalavras com Folhadosertao