União de esforços garante realização de sopão solidário no Conjunto dos Sapateiros, em Patos



A pequena residência se torna grande ao abrir espaço para o preparo da deliciosa sopa que é fornecida para dezenas de famílias no Conjunto dos Sapateiros, localizado no Bairro Monte Castelo, em Patos. Zenilda Soares, Gelma Soares e Alba Rosemere são as responsáveis pelo preparo da sopa que começa cedo para que às 17h00 seja distribuída.

Na quarta ou quinta-feira a comunidade já sabe que tem sopa. O dia depende da folga no trabalho de uma das mulheres que se dedica a atividade solidária. Para os conseguir os ingredientes, o sapateiro Pedro Silva faz as compras, pede ajuda e contribui no for preciso para garantir a sopa. As famílias também recebem gratuitamente, além da sopa, máscaras artesanais.

Para aquisição do fogão industrial, compra de panelas grandes e utensílios, a atividade solidária vem contando com o apoio da Organização Não-Governamental Centro Cidadania – Ação e Educação Socioambiental, que tem como presidente o empreendedor Emanoel Eleomar.

Nesta quinta-feira, dia 11, a reportagem acompanhou a distribuição da sopa solidária. Anteriormente, a sopa era distribuída nas residências, no entanto, se percebeu que seria melhor que as próprias famílias fossem até o local levando sua vasilha para pegar. Mães com suas crianças, jovens em bicicletas, homens em motos, pessoas que chegam tímidas, mas que aos poucos percebem que a sopa é de coração e que os envolvidos se realizam na contribuição fraterna.

Emanoel Eleomar relatou que a ONG busca ajudar em atividades onde se percebe esforços e potencial de contribuição com famílias em vulnerabilidade social. A tendência é ampliar ações e ofertar atividades de educação, formação profissional e outras iniciativas. Neste período de pandemia, o Centro Cidadania vem se adaptando e buscando não cessar o trabalho que vem sendo realizado ao longo dos anos em grande parte do médio sertão.


Jozivan Antero – Patosonline.com