TRE-PB cassa mandato de cinco vereadores





O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), na sessão desta sexta-feira (5), cassou os mandatos de cinco vereadores por infidelidade partidária.


De acordo com a Assessoria de Imprensa do TRE, os vereadores cassados alegaram perseguição política e discriminação pessoal para mudar de partido.


Foram cassados Valdomiro Vitorino dos Santos, (que era do PDT e passou para o PP), do município de Massaranduba; Edivaldo Moura do Nascimento, Francisco Marcelino da Cunha Filho e José Pereira da Cunha, que deixaram o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e  foram para o PMDB do município do Riachão; e ainda João Idalino da Silva, que saiu do antigo PFL (hoje DEM) e foi para o PSB, no município de Dona Inês.


O Tribunal Eleitoral determinou que o presidente da Câmara de Vereadores, dos respectivos municípios, empossem os suplentes da vez, que tenham sido eleitos, no prazo de dez dias a contar da publicação do acórdão.


Prestação de Contas


Na mesma sessão, a Corte Eleitoral desaprovou as contas dos candidatos ao cargo de deputado estadual: Manoel Mendes da Silva, pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN) e Tércio de Figueiredo Dornelas Filho, pelo Partido Social Liberal (PSL), referente as
eleições de 2006, por não terem aberto conta bancária específica exigida por lei.


Da Assessoria de Imprensa do TRE/PB