Gerais

Trabalhadores começam a receber salários atrasados da Maternidade e do Hospital Regional de Patos

Trabalhadores da Maternidade Dr. Peregrino Filho e do Hospital Regional de Patos relataram que começaram a receber os salários atrasados nesta terça-feira, dia 17, após a decisão judicial impetrada pelos sindicatos de classe e atendida pela juíza da Vara do Trabalho de Patos.

Desde a manhã, a Caixa Econômica Federal começou a liberar os pagamentos dos salários em ordem alfabética para as contas dos trabalhadores. Alguns relataram que aqueles com letras iniciadas em A, B e C comemoram dinheiro na conta.

No Hospital Regional de Patos, os trabalhadores contratados estavam com salários atrasados há dois meses. Na Maternidade Dr. Peregrino Filho, onde o atraso era menor, os trabalhadores também começaram a receber.

Os dois órgãos que eram administrados de forma terceirizada pelo Instituto Gerir agora passaram a ser pela Santa Casa de Misericórdia de Birigui (SP). Apesar dos graves transtornos, denúncias e irregularidades detectadas pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE/PB), o Governo do Estado decidiu manter a administração de forma terceirizada.

Os trabalhadores efetivos da Maternidade Dr. Peregrino Filho denunciaram que está havendo descontos para o INSS em cima da produtividade. O fato foi detectado no contracheque e infringe a Lei Complementar 116/2013 e já pode gerar ações trabalhistas.


Jozivan Antero – Patosonline.com

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close