Thompson Mariz pode sair candidato a senador



Em reunião com a sua equipe administrativa, durante a manhã e tarde desta segunda-feira, 7, para fazer uma avaliação do exercício 2009 e traçar metas para o próximo ano, o reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Thompson Mariz (foto), falou da possibilidade de deixar o cargo em abril do próximo ano.

A revelação foi acompanhada da confirmação de recebimento de convite para ocupar um cargo de alto escalão, em Brasília.

Mariz não descartou a possibilidade de postular uma cadeira no senado ou na Câmara Federal, como também de seguir para Barcelona, na Espanha, para o doutoramento que “tem sido uma meta pulsante”.

“Estou repensando meu projeto pessoal. As oportunidades vão chegando e preciso avaliar com carinho os caminhos que a vida me aponta. Adianto apenas que o ministério, do qual recebi o convite para assumir uma secretaria, não é o da Educação”.

Além da perspectiva de mudança no comando da Reitoria, Mariz comentou os pontos de destaque da Administração, as dificuldades enfrentadas este ano e os desafios para 2010. No período da tarde, pró-reitores, secretários e assessores fizeram relatos das atividades desenvolvidas e expuseram o planejamento para o próximo ano.

2009:
O reitor fez um balanço das metas alcançadas e enumerou pontos que marcaram o ano. Para ele, o início das atividades no campus de Sumé e dos procedimentos de alta complexidade no Hospital Universitário Alcides Carneiro são destaques, seguidos pelas reformas na urbanização e modernização dos campi de Patos e Cajazeiras, o aumento de bolsas dos programas de pós-graduação e incremento da assistência estudantil, bem como as conquistas de recursos extra-orçamentários, com aprovação de projetos nos ministérios da Educação e no de Ciência e Tecnologia.

“A inauguração das instalações do campus de Pombal e o início da construção do campus de Sousa são referenciais do processo permanente de expansão que a universidade vive atualmente”, comentou, evidenciando que a instituição continua sendo premiada e reconhecida por seus trabalhos de ensino, pesquisa e extensão. “Temos cuidado de todos os ângulos, sempre zelosos na construção de uma universidade de expressão e, não só, de expansão”.

2010:
Mariz disse acreditar que o próximo ano será de grandes feitos e que a universidade continuará ampliando suas fronteiras territoriais, de conhecimento e reconhecimento.

“Vislumbro muito de contribuições sociais e científicas sendo emanadas da nossa instituição. A UFCG, acima de tudo, é avanço e inovação tecnológica; mas, também é comprometimento com o desenvolvimento regional”.

Apontou como metas para 2010, além da permanente expressão dos indicadores acadêmicos que se traduzem em reconhecimento nacional e internacional, a criação da Universidade Federal do Sertão – como o desmembramento dos campi de Patos, Pombal, Sousa e Cajazeiras -, e dos campi de Itabaiana e Itaporanga.

Mariz também falou sobre a criação de pólos de educação superior, como expansões dos campi, e elencou as cidades de Serra Branca, Monteiro, Santa Luzia, São João do Rio do Peixe, Uiraúna, Coremas, São Bento. Catolé do rocha, Bonito de Santa Fé, Conceição, Piancó, Texeira e Taperoá como futuras contempladas com unidades da UFCG.

FONTE: Ascom – UFCG