Testar positivo para covid-19 após receber vacina não se trata de reação adversa, explica secretário da Saúde da PB



Após tomar a primeira dose da vacina CoronaVac, aplicada na Paraíba, algumas testaram positivo para a covid-19. Porém, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, não se trata de uma reação adversa à vacina.

O secretário Executivo de Estado da Saúde, Daniel Beltrammi explicou que é possível que a pessoa vacinada tinha tido contato com o novo coronavírus dias antes da primeira dose.

– É possível ter tido contato com o vírus antes de tomar a vacina, cinco ou sete dias depois a pessoa começa a apresentar os sintomas. Infelizmente, algumas pessoas podem vir a ter quadros moderados ou mais graves, mas isso não tem a ver com a vacina. A vacina, após ter sido aplicada, terá ainda uma segunda dose em até 28 dias e a máxima proteção que a vacina é capaz de nos produzir é entre 14 e 28 dias, mas após a segunda dose – explicou Beltrammi.

Ele acrescentou ainda que mesmo após a segunda dose, a chamada dose de reforço, isso também pode acontecer, o que não significa que a vacina não garanta a proteção. “O que a vacina pode fazer por nós é impedir que tenhamos doença moderada ou grave e que a gente venha a precisar de hospital. O que a vacina vai fazer é nos ajudar a transformar a covid-19 em uma gripe comum, pois embora você ainda posa adoecer, não será de forma grave, não precisará de hospital e esse é o benefício da vacina”, completou o secretário.


PB Agora