Politica

TCE realiza sindicância nas dependências da Prefeitura de Patos que se pronuncia sobre o fato. Veja

A Prefeitura de Patos também foi ouvida sobre esse tema

ÓTICAS GUIMARÃES

O Tribunal de Contas do Estado, no período de 4 a 8 de outubro de 2021, através do Departamento de Auditoria e Fiscalização ( DAFI), por conta de denúncia feita pelo vereador Josmá Oliveira ( Patriota) realizou sindicância nas dependências da Prefeitura Municipal de Patos ( PB), constatando a presença do servidor contratado Adalri Brito Silva, encarregado de pedir o cartão de vacinação às pessoas que ali tinham acesso, assim como promovendo a higienização das mãos, num trabalho equivalente à carga-horária exigida, numa atividade exercida há mais de quatro meses.

Visita de fiscalização também foi feita nos postos de saúde, como o Complexo Maria Marques, no bairro do Jatobá, onde foi verificada a ausência do higienizador e a constatação do não mais pagamento da gratificação dos agentes contratados por Excepcional Interesse. Alegaram que desde o mês de agosto não mais recebem esse ” extra”, embora o Governo Federal tenha destinado uma vultosa quantia à edilidade patoense, e a epidemia continua em franca atividade, mesmo sem tanta ferocidade, por conta da vacinação que ocorre.

Em contato com o parlamentar do Patriota, Josmá Oliveira, disse: “É estranho, muito estranho, que agentes de Saúde, contratados por excepcional interesse, de repente, deixem de receber essas gratificações, quando existe verba para tal. Também estranho que higienizadores não estejam funcionando, justamente num ambiente que lida com a vida humana, que são, justamente, os postos médicos. Seria bom que a imprensa de nossa cidade fizesse uma visita a essas casas de saúde, para tirar sua própria conclusão. Nós denunciamos, o TC está tomando as medidas competentes e nós continuamos nossa missão de trabalhar por todos os patoenses, que de nós precisem. Somos funcionários desta cidade, pois foi ela a nos dar essa crédito de confiança!”

A Prefeitura de Patos também foi ouvida sobre esse tema e nos enviou a seguinte explicação:

O próprio relatório de inspeção comprova que os agentes de desinfecção estão trabalhando, e que todas as informações solicitados à gestão municipal foram devidamente repassadas.

Em se tratando das gratificações da covid, o PA Maria Marques teve o recurso retirado por se tratar de um serviço que não atende pacientes com sintomatologia para a doença.

No tocante à UPA e SAMU, as gratificações da covid foram retiradas, porém ainda permanecem para os profissionais que atuam no isolamento da ala covid, e para os profissionais que realizam atendimento nas ambulâncias para covid.

No geral, as gratificações dos profissionais que ainda atuam diretamente com a Covid-19 continuam sendo pagas com recursos próprios, tendo em vista que o próprio Ministério da Saúde já não mais disponibiliza esse recurso.

Patosonline.com

Com informações da assessoria do vereador Josmá Oliveira

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo