TCE enquadra Nabor Wanderley e quer “tirar prova dos nove” sobre as obras tocadas por Chica Motta



O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) quer explicações do ex-prefeito e da atual prefeita do município de Patos, respectivamente, Nabor Wanderley e Francisca Motta a respeito de obras que estão sendo tocadas pela gestão patoense. A desconfiança do TCE se refere a licitações.

De acordo com decisão tomada pelos membros da 2ª Câmara do TCE, ficou determinado o prazo de 30 dias para que Nabor apresente o primeiro termo aditivo de um dos contratos firmados em sua gestão, em 2011. Do contrário, o ex-gestor pode ser punido com multa.

Para a atual prefeita de Patos, Chica Motta, também ficou estipulado um prazo de 30 dias para que sejam repassadas informações ao TCE com relação às obras de construção de oito unidades de saúde da família, uma unidade de Pronto Atendimento (UPA) e as medições, de acordo com os respectivos pagamentos.

Chica também terá que comprovar o fiel cumprimento dessa determinação quando for encaminhar o balancete do mês de junho deste ano, sob pena de multa. A prefeita ficou ‘intimada’, ainda, a adotar as providências necessárias a tornar disponível a Nabor a documentação necessária ao cumprimento das determinações relacionadas ao ex-prefeito.

 

Fonte: Nice Almeida – Política PB