Politica

TCE condena ex-prefeito de São Bento a devolver R$ 8,5 mil

 




O Tribunal de Contas do Estado condenou ontem o ex-prefeito de São Bento e atual deputado estadual Márcio Roberto da Silva a devolver R$ 8.503,88 aos cofres públicos por irregularidades em sua gestão. A imputação foi aprovada após apreciação de denúncia contra a gestão do ex-prefeito no período entre 2002 e 2003, por despesas não comprovadas, na sessão desta quarta-feira (10).


Na mesma sessão, o TCE rejeitou a prestação de contas de 2005 do ex-prefeito de Itapororoca, José Adamastor Madruga, a quem imputou débito de R$ 8 mil. O vice-prefeito também terá que devolver R$ 4 mil, ambos por receberem remuneração excessiva.


O TCE também aprovou as contas da Câmara Municipal de João Pessoa referente ao exercício de 2005 e adiou o julgamento das contas de 2004 da Câmara Municipal de Campina Grande. As contas de 2004 do ex-secretário Luzemar Martins e do atual Milton Soares, da Receita Estadual, foram aprovadas com ressalvas.


Os prefeitos Magna Gerbasi (Rio Tinto), José Antonio Vasconcelos da Costa (Pedra Lavrada) e Ricardo Jorge de Farias Aires (Cabaceiras) tiveram as contas de 2005 aprovadas.


O Tribunal também aprovou as contas de 2005 das Câmaras Municipais de Boqueirão, São Francisco, Poço José de Moura, Mataraca, Soledade, Arara, Olivedos, Riachão, Cuité, Santa Luzia, Cabaceiras, São Sebastião do Umbuzeiro e Imaculada.



Da Assessoria de Imprensa do TCE

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close