Suspeito de matar radialista é levado à Cadeia Pública e moradores pedem justiça por suposto crime homofóbico



O pedreiro suspeito de matar o radialista Denisvaldo Mendes Pacheco, na quinta-feira (29), passou por audiência de custódia, na manhã desta quarta-feira (4), em Itaporanga, onde o crime aconteceu. Ele foi preso na sexta-feira (30) após se apresentar à Polícia Civil. Após audiência de custódia, o suspeito foi encaminhado à Cadeia Pública do município.

Em depoimento à Polícia Civil, o homem casado negou que tivesse um namoro com Denisvaldo e que tivesse assassinado a vítima, segundo informou ao ClickPB delegado Renato Leite. Denisvaldo teve o corpo encontrado já em estado de decomposição.

Familiares de Denisvaldo e moradores de Itaporanga protestaram em frente ao Fórum durante a audiência de custódia. Eles pediram justiça pela morte do radialista.

O delegado Renato Leite disse que o homem é suspeito de matar Denisvaldo porque a vítima teria ameaçado revelar a todos o namoro extraconjugal entre eles dois.

Constam informações de que o corpo de Denisvaldo foi encontrado com sinais de agressão.

ClickPB

error0
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com