Sucessão municipal esquenta em Cacimba de Areia



A sucessão municipal está esquentando na cidade de Cacimba de Areia. Naquela cidade cogitou-se o lançamento de uma chapa única. Segundo se comenta, o ex-prefeito Egilmário Silva Bezerra teria procurado o atual prefeito, Betinho Campos, para fazer um acordo e lançar uma chapa única.


 


O prefeito respeitando os seus eleitores não aceitou o acordo. Sendo assim o PMDB, deverá lançar chapa na convenção a ser realizada no próximo domingo às 15h00m, no Cirandeiro Clube, onde serão homologados os seguintes nomes: Para prefeito – Betinho Campos, vice-prefeito – Rogério Campos em uma coligação composta pelo PMDB, PPS, PC do B, PP e PSB.


 


Já a oposição, que como medo da candidatura do ex-prefeito Egilmário não poder ser registrada, pois o mesmo tem contas rejeitadas, vai lança em uma coligação com PT, PSDB e DEM uma chapa que vai ser definida também domingo que vem na Escola Estadual Aldo Sátyro, sendo candidato a prefeito Francisco Ventura (mais conhecido como Panta) e Manoel da Serra Preta. Com isso, o pleito começa a esquentar.


 


Na disputa pela vaga dos nove assentos na Câmara Municipal a luta é enorme. A situação hoje com 7 vereadores tenta manter o mesmo número, já a oposição que atualmente só cotam com dois vereadores, mas que no pleito passado a oposição elegeu 4, tenta repetir o feito.


 


No centro político de Cacimba de Areia as apostas estão feitas. Que os melhores vençam e que o povo possa usufruir de uma administração que pague em dias o funcionalismo publico e com muitas obras locais.


 


Com informações de Stênio Xavier