STtrans pode ter lei específica para regimento funcional e disciplinar. Assunto foi pauta de reunião entre sindicato e superintendente



O Sindicato Intermunicipal dos Agentes de Trânsito da Paraíba (SINATRAN/PB) e o superintendente da Superintendência de Trânsito e Transportes de Patos (STtrans), Elucinaldo Laurindo, estiveram reunidos para discutir a elaboração de Projeto de Lei que criará o regimento funcional e disciplinar para os servidores efetivos da autarquia. 

A ideia do projeto traz um código de ética profissional e um melhor ordenamento das funções do setor operacional da STtrans. Na reunião, o sindicato também cobrou tratamento isonômico entre os servidores que estão na linha de frente do combate ao COVID -19. A ideia é que os agentes de trânsito não fiquem de fora da concessão da gratificação que está sendo paga para servidores de outras secretarias que integram a Força Tarefa. 

Para o presidente do SINATRAN-PB, Cícero Almeida, a STtrans caminha bem tendo um gestor técnico e de carreira que em apenas dois meses já vem investindo no patrimônio da autarquia. Cícero relatou que o patrimônio humano deve ter a atenção necessária também e que precisa ser discutida com zelo neste momento de pandemia que exige isonomia no serviço público.

O superintendente Elucinaldo Laurindo disse que tratará com o secretário de Administração do Município de Patos a questão da gratificação do enfrentamento ao COVID-19. Com relação ao Projeto de Lei do regimento funcional e disciplinar, é algo de interesse de sua administração Elucinaldo vai se debruçar para que em breve seja elaborada a minuta do projeto e essa seja apresentada ao prefeito Nabor Wanderley para possível encaminhamento à Câmara Municipal de Patos.


Jozivan Antero – Patosonine.com