SP Crystal ingressa com ação no TJDF-PB, alegando escalação irregular de Negueba no CSP

Negueba vem sendo reserva, mas sempre entra nas partidas do Tigre — Foto: Raniery Soares / FPF-PB



O São Paulo Crystal ingressou na última sexta-feira com uma notícia de infração junto ao Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol (TJDF-PB), pedindo que a Procuradoria do TJDF-PB ofereça uma denúncia contra o CSP. O time de Cruz do Espírito Santo alega que o clube pessoense colocou em campo de maneira irregular o atacante Negueba. O atleta já jogou quatro partidas no Paraibano deste ano, sendo duas após ter sido punido em julgamento realizado pelo TJDF-PB.

Essa é a segunda ação sobre escalação irregular no estadual da Paraíba que já começa a tramitar no TJDF-PB. No início do mês, o Nacional de Patos ingressou com uma ação semelhante, mas contra o Sousa. O Canário alega que o atacante Jó Boy foi escalado de maneira irregular na partida do Dinossauro contra o Sport Lagoa Seca, válida pela segunda rodada do torneio.

Os dois casos são bem parecidos. Tanto o Nacional de Patos como o São Paulo Crystal alegam que os jogadores tinham que cumprir uma suspensão imposta pelo TJDF-PB, em virtude das expulsões dos atletas quando atuaram na 2ª divisão do Paraibano do ano passado.

Negueba foi expulso no último jogo da Queimadense pelo torneio, no jogo de volta da semifinal da competição de acesso, diante do São Paulo Crystal. Em julgamento realizado em janeiro, Negueba pegou um gancho de um jogo, que até o momento não foi cumprido.

Clube de Cruz do Espírito Santo entrou com a notícia de infração na última sexta-feira — Foto: Reprodução

Segundo o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), quando a suspensão imposta por um tribunal não pode ser cumprida na competição em que aconteceu a infração, a pena deve ser cumprida em uma competição subsequente realizada pela mesma entidade organizadora, no caso a Federação Paraibana de Futebol (FPF).

Até o momento, o CSP não quis se posicionar oficialmente sobre o caso. O fato é que Negueba jogou duas partidas após ter sido condenado pelo TJDF-PB no dia 28 de janeiro. O atacante atuou contra a Perilima, no dia 3 de fevereiro, e contra o Sport Lagoa Seca, no dia 9 do mesmo mês. O Tricolor pede que o Tigre seja punido com base no artigo 214 do CBJD, que trata sobre escalação irregular. O time de Cruz do Espírito Santo requer uma punição de 9 pontos.



Por Pedro Alves — João Pessoa

Globoesporte.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.