Soldados PM na PB cobram conclusão de curso e coronel explica atraso. Ouça



No documento, o cidadão expressa seus questionamentos quando menciona que o estado tem aproximadamente 550 policiais em formação, mas sem previsão de término para conclusão deste.

Ele afirma que essas pessoas estão no curso de formação desde o final de 2019, e que após 15 meses de curso, os responsáveis alegam que houve um atraso por conta da pandemia.

Ainda demonstrando insatisfação com o suposto atraso, o autor da carta coloca que outros estados conseguiram adaptar aulas pela plataforma EAD, a fim de promover a conclusão do curso.

Veja a carta abaixo:

CARTA DE UM CIDADÃO

O Estado da Paraíba vem vivenciando um clima de violência e insegurança, a população tem ficado refém dos criminosos, o número de crimes contra o patrimônio e até mesmo dos crimes contra a vida tem aumentado assustadoramente, e isso é reflexo da falta de efetivo policial nas ruas.

O Estado mantém aproximadamente 550 policiais em formação, sem previsão de término, e a pergunta que não quer calar é: Por que não formar logo esses policiais e coloca-los nas ruas de forma efetiva? Pois estão no curso de formação desde o final de 2019, já são 15 meses de curso, eles alegam que houve um atraso por conta da pandemia, porém, em outros estados houve a adaptação de suas aulas e as mesmas foram ministradas por plataforma EAD, para que não atrasasse o curso de formação e a população não viesse a sofrer com a falta de efetivo.

Na Paraíba ocorreu o contrário, paralisaram as aulas e não ministraram pela plataforma EAD para que o curso terminasse no tempo certo, o interessante foi que para o Curso de Formação de Oficiais (CFO) e o para o Curso de Formação de Sargentos (CFS), não houve esse atraso e curso se deu no tempo determinado. Já para o Curso de Formação de Soldado (CFSD), sempre existe uma dificuldade, apesar de tirarem serviços, os alunos do CFSD não têm aulas. Voltaram a ter aulas presenciais, e também em EAD recentemente, porém, com o agravamento da pandemia e o decreto estadual paralisaram as aulas presenciais novamente. Mas, por que paralisar também as aulas EAD?

Será mais um atraso para a formação dos soldados recrutas, isso é inadmissível, pois antes, a desculpa do Centro de Educação da PMPB era que não havia ambiente adequado para a ministração das aulas em EAD (apesar de terem dado aulas mesmo sem essa estrutura para os alunos da CFO e CFS), mas agora com o estúdio recém-inaugurado, por que não dar logo essas aulas? Qual é o problema (ou a desculpa) que ainda existe para essas aulas estarem paradas? Será mesmo por conta da pandemia? Ou é por conta de mão de obra barata? Já que os alunos recebem apenas uma bolsa, mesmo tirando serviços como soldados formados, correndo os mesmos riscos e perigos desta nobre profissão.

Isso é o que revolta muitos alunos, pois muitos são de outros municípios e estados distantes, muitos têm família para sustentar, e sim, MUITOS PASSAM POR DIFICULDADES FINANCEIRAS, alunos que estudaram anos e meses para passar em um concurso, para exercer a profissão dos seus sonhos, com dignidade e de forma HONESTA! Agora passam por esse CONSTRANGIMENTO e pela falta de RESPEITO E COMPROMISSO DO ESTADO para com os seus futuros policiais e consequentemente, para com os cidadãos paraibanos, que sentem na pele a falta de segurança.

Esses alunos soldados da segunda turma (T2), só querem se formar, o que já está passando do tempo, pois a primeira turma (T1), se formou com 14 meses, enquanto a T2 já está com 15 meses e sem nenhuma previsão concreta de término. E os alunos não acreditam mais na desculpa de a demora ser por conta da pandemia, pois tem estrutura física, tem pessoal para dar as aulas, tem instrutores, falta só o “querer” do Estado. Até por que, se essa pandemia se estender por mais um ano, por exemplo, então esses alunos terão que ficar nessa situação, sem formação, por mais um ano? Isso é vergonhoso!

Com isso, o que os alunos soldados querem e necessitam, com urgência, é de uma previsão concreta do Estado! Uma Data certa, sem abreviações ou “arrodeios”, sem meias palavras! E que essa data realmente seja cumprida, para que esses alunos soldados possam respirar aliviados, sabendo que serão formados na data certa e poderão exercer essa nobre profissão ganhando seu salário e benefícios como lhes é de direito, fazendo de forma digna, a segurança da população paraibana.    

OUTRO LADO

Coronel José Ronildo reponde:

Questionado pelo Patosonline.com sobre a situação relatada na carta aberta, o responsável pelo Centro de Formação da PM na Paraíba, coronel José Ronildo, disse que a pandemia do novo coronavírus já dura exatamente há um ano, e que vários segmentos foram e estão sendo afetados por problemas de diferentes naturezas.

Portanto, o coronel justifica que o curso de formação de soldados da PM vem tendo as aulas comprometidas pelos decretos de medidas restritivas.

Ele assegura que os soldados em questão já deviam ter concluído o curso, a exemplo de outros setores da própria PM, mas reforça que a pandemia vem retardando este processo.

Ronildo também garante que já estava tudo pronto para retomar as aulas práticas do curso, mas o agravamento recente dos casos de Covid-19 trouxe novas dificuldades e decretos que impedem essa continuidade, pelo menos para agora.

Ainda sobre a questão, o coronel disse que a previsão para formar a referida turma é para o próximo mês de agosto, justamente pela situação atípica vivida neste momento em nível de mundo.

Ouça mais detalhes no áudio que segue.

Matéria por Patosonline.com

Imagem meramente ilustrativa não correspondente com a turma a qual o assunto se refere