Sertão

Sob forte comoção, corpo da pequena Maria Luiza, de 6 anos, que morreu após ser atingida por viga de concreto, é sepultado em Cajazeiras. VÍDEO

ÓTICAS GUIMARÃES

O velório de Maria Luiza, de 6 anos de idade que morreu tragicamente após ser atingida por uma viga de concreto, da residência de sua avó, foi marcado pela forte comoção e homenagens na tarde deste sábado (07). O corpo da pequena foi velado na Central de Velórios, que fica ao lado do Hospital Regional de Cajazeiras e sepultado no cemitério Nossa Senhora Aparecida por volta das 17h.

Maria Luiza era filha única e faleceu após a tragédia que aconteceu na casa da sua avó, localizada na rua Max Alberto Ferreira, bairro Sol Nascente, na zona norte de Cajazeiras, no final da tarde desta sexta-feira (06). Além de Maria Luiza, a viga de concreto atingiu Luzia Rolim, que veio a óbito no Hospital Regional na madrugada deste sábado (07), e sua avó que continua internada na unidade hospitalar.

O cortejo fúnebre de Maria Luzia foi marcado por homenagens de amigos e familiares. Com fotos, buzinaços e flores dezenas de pessoas se despediram da pequena com lágrimas.

Em clima de luto e forte comoção, multidão se despede da pequena Maria Luiza em Cajazeiras com homenagens e flores. Foto: Diário do Sertão

No final da tarde, o corpo de Maria Luiza foi sepultado sob forte comoção no cemitério Nossa Senhora Aparecida.

Em clima de luto e forte comoção, multidão se despede da pequena Maria Luiza em Cajazeiras com homenagens e flores. Foto: Diário do Sertão

LUTO NA CIDADE

As pessoas que estavam no velório e sepultamento da criança se emocionaram. O ex-vereador Raimundo Lira disse que a cidade está em clima de luto.

‘’É uma tristeza imensa. Todas as pessoas que estão aqui choraram nessa despedida. Ela é um anjo que está no céu e vai interceder pela mãe e por toda a família’’, disse.

Em clima de luto e forte comoção, multidão se despede da pequena Maria Luiza em Cajazeiras com homenagens e flores. Foto: Diário do Sertão

O radialista Alberto Ferreira e a professora Evanice, emocionados, deram o último adeus a pequena Maria Luiza com os olhos marejados.

‘’É um momento muito triste. A gente não consegue dimensionar a dor dessa família’’, disseram em entrevista a TV Diário do Sertão.

Fonte: Diário do Sertão


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo