Sinfemp denuncia prefeituras de Catingueira, Emas e Olho D’Água por atraso de repasse sindical



O Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (Sinfemp) está denunciando ao Ministério Público, prefeitos de 21 municípios da base territorial da entidade, por apropriação indébita e improbidade administrativa. Segundo o presidente José Gonçalves, parte dos gestores municipais, além de atrassarem o pagamento dos servidores, descontam a contribuição sindical (1%), mas não repassam os recursos ao Sindicato, que congrega cinco mil funcionários.

De acordo com José Gonçalves, a retenção da mensalidade dos servidores ao Sindicato corresponde em média a R$ 5 mil por município. Ele disse que, nos municípios onde os funcionários são estatutários o fato está sendo denunciado ao Ministério Público Estadual. Onde os servidores são celetistas a denúncia é encaminhada ao Ministério Público do Trabalho. Ao mesmo tempo, o Sindicato está ingressando com uma ação de cobrança dos repasses à Vara Federal do Trabalho de Patos.

Dentre os 21 municípios inadimplentes com o repasse sindical dos funcionários, estão três do Vale do Pianó. São eles: Catingueira, Emas e Olho d’Água, que tem como prefeitos Edivan Félix (PR), Drª Fernanda Loureiro (PSDB) e Dr. Chico Carvalho (PSDB), respectivamente.

Ricardo Pereira