Sindicatos se reúnem com prefeito de Patos e discutem decreto municipal



O prefeito de Patos, Nabor Wanderley, esteve reunido na tarde desta segunda-feira, 11, com representantes do Sinfemp (Sindicato dos Servidores Municipais de Patos e Região) e do Sindacse (Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias), para dar início aos diálogos no tocante aos direitos e carga horária de trabalho dessas categorias e demais da gestão municipal, principalmente em relação ao decreto 01/2020 recém publicado pelo gestor atual.

De acordo com Nabor Wanderley, essa foi a primeira reunião com os sindicatos onde foram abordados diversos pontos relacionados ao decreto, como também as melhorias dos serviços que são oferecidos à população.

“Tratamos de alguns pontos do decreto lançado no dia 04, com relação ao horário de trabalho dos servidores. Em alguns setores observamos que se dá para trabalhar em horário corrido e em outros não. Então, estamos fazendo esses ajustes, pois o que não pode é que os serviços oferecidos à população sejam prejudicados”, comentou.

O prefeito de Patos ainda ressaltou a importância de sempre manter o diálogo com os sindicatos que representam os servidores públicos municipais.

“Essa foi a nossa primeira reunião. Teremos outra reunião daqui a uns trinta dias para que a gente possa sempre manter esse diálogo aberto. Não existe nenhum tipo de restrição nossa com a questão dos horários. Nós somos o governo do diálogo e vamos procurar manter essa forma de trabalhar, através do diálogo com os sindicatos dos servidores, dos agentes de saúde e de endemias para que possamos avançar”, destacou Nabor Wanderley.

A presidente do Sinfemp, Carminha Soares fez uma avaliação positiva da reunião e destacou essa forma da gestão de sempre está dialogando com os sindicatos.

“O diálogo prevaleceu, sentamos e vimos algumas situações relacionadas ao cumprimento do horário corrido, como também aos casos dos servidores que estão afastados por doenças crônicas e os servidores com mais de 60 anos”, relatou.

Para o presidente do Sindacse, Bosco Valadares, foi uma reunião de começo de governo onde foram expostas as reivindicações dos agentes de saúde e dos agentes de endemias e ressaltou a abertura de diálogo entre a gestão e o sindicato.

“É evidente que a gestão abrindo esse diálogo, a gente constrói pontes para que as coisas aconteçam dentro desse contexto dos direitos. De tal forma que, foi uma reunião produtiva em termos de diálogo e de construção para que as coisas comecem realmente acontecer. Foi discutido o decreto, onde o horário corrido dos agentes de saúde e de endemias não será alterado. Então, vamos caminhando a partir de agora, desde o começo da gestão, permanecendo com o diálogo para fortalecer cada vez mais esses direitos”, comentou.

Coordecom