Sindicalista Raimundo Nonato morre aos 60 anos de idade em Patos



Foi encontrado morto em sua residência no Monte Castelo, em Patos, na manhã desta quinta-feira (12/11) o sindicalista Raimundo Nonato do Nascimento, de 60 anos.

Raimundo já vinha enfrentando problemas de saúde. Era diabético e hipertenso. Morreu provavelmente de infarto, de acordo com informações da família.

Raimundo era mestre de obras e foi por muitos anos presidente do SINTRINCIM (Sindicato dos Trabalhadores Intermunicipais nas Indústrias da Construção Civil e do Mobiliário de Patos e Região). Também foi secretário de Serviços Públicos da Prefeitura Municipal de Patos no governo Nabor Wanderley.

Deixa três filhos: Wagner, William e Vitória.

Está sendo velado na Capelinha do Cemitério São Judas Tadeu, na Vila Cavalcante, em Patos, onde também será sepultado às 17 horas desta quinta-feira.

Folha Patonese