Sindicalista afirma que SINFEMP e servidores vão reagir juridicamente contra o decreto das 40 horas em Patos. Ouça



O vice presidente do SINFEMP, José Gonçalves, se pronunciou nesta segunda-feira (17), sobre o decreto do prefeito interino de Patos, Ivanes Lacerda, que determinou o cumprimento de 8 horas diárias de trabalho, para quem cumpria 6h, a partir desta segunda-feira, 17.

A medida do gestor tem causado revolta no sindicato e nos servidores efetivos, que há bastante tempo vinham cumprindo as 30 horas semanais, de modo que ninguém saísse prejudicado por conta de horário ou mesmo da dificuldade para transporte, dentre outras questões.

O sindicalista Gonçalves disse que Ivanes tem como alvo os servidores efetivos, pois vem promovendo perseguições desde o primeiro momento que assumiu a prefeitura.

Ele pontuou que o prefeito interino, Ivanes Lacerda, está retirando conquistas importantes dos servidores efetivos, muitas delas conseguidas na justiça durante longos períodos.

Mas foi enfático em dizer que o sindicato vai reagir, e que já marcou uma assembleia geral com todos os servidores efetivos para o dia 27 de fevereiro, com o objetivo de planejar medidas cabíveis e jurídicas no tocante ao decreto das 40 horas, além de tratar sobre outras lutas das categorias.

Gonçalves não descartou a realização de uma assembleia preliminar ainda esta semana que antecede o carnaval.

Ainda sobre a questão, o sindicalista afirmou que o prefeito Ivanes tem sido intransigente com as categorias, e que não tem cumprido com sua palavra.

Ouça mais detalhes no áudio que segue abaixo:

Matéria por Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.