• Dra Milena
Locais

Sheyla Ferreira, representante da classe LGBT em Patos, emite nota lamentando morte da jovem Renata Cavalcante, de apenas 16 anos. Confira

ÓTICAS GUIMARÃES

Nota de lamentação

Eu como representante da classe LGBT em Patos lamento em nome de todas as trans o ocorrido com Renata Cavalcante, de apenas 16 anos.

É lamentável como nos dias de hoje ainda nos deparamos com essa situação. Somos filhas, irmãs, esposas, sobrinhas, primas, temos família e merecemos respeito!

Até quando vamos viver numa sociedade que ainda tem pessoas que não nos respeitam, nos tratam com olhar torto as vezes nos sentimos rejeitadas perante a sociedade? Somos gente e merecemos respeito!

Minhas sinceras condolências a toda a família da nossa querida Renata, que Deus venha abrandar os corações daqueles que não aceitam nossa classe.

Merecemos respeito merecemos viver!

Sheyla Ferreira

Veja também: Corpo de jovem transexual que estava desaparecida desde a noite do último sábado (16) é encontrado sem vida na estrada de São José de Espinharas

Image

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo