Sete pacientes do Complexo de Patos têm alta do isolamento Covid no mesmo dia



Essa segunda-feira (13) foi um dia bem especial para quem atua no setor de isolamento Covid, do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC). Isto porque, num único dia, sete pacientes que se encontravam sob os cuidados da equipe da unidade para tratar do coronavírus venceram a batalha contra a doença, tiveram alta hospitalar e puderam retornar para seus lares. Dos sete pacientes, quatro são da cidade de Patos, um do município de São Bento, outro da cidade de Brejo dos Santos e outro de Teixeira. O momento da alta foi festejado por pacientes, familiares e por profissionais que integram as equipes do isolamento Covid da unidade.

            O Sr. Raimundo da Silva, de 80 anos, da cidade de Patos, foi internado no Complexo no dia 10 e com melhora significativa teve alta com apenas três dias de tratamento. Francisco Danieres de Lima Gomes, de 38 anos, da cidade de Teixeira, deu entrada no dia 06 de julho e ontem também pôde voltar para casa. O Sr. Raimundo Rosa de Araújo, de 84 anos, morador de Patos, ficou cinco dias internado na unidade, entre o dia 08 e 13 de julho. Seu conterrâneo, Antônio Aureliano Silva, de 81 anos, precisou de mais dias para se recuperar, permanecendo interno do dia 01 ao dia 13. Agostinho José da Silva, de 76 anos, da cidade de Brejo dos Santos, deu entrada no dia 05 e nesta segunda-feira retornou para sua cidade. José Josimar Martins Alves, de 59 anos, de Patos, foi outro paciente que precisou de mais dias para se recuperar, permanecendo na unidade do dia 28 de junho até ontem (13).  E Francisco Gomes da Silva, 56 anos, da cidade de São Bento, admitido no dia 1º de julho ontem também pôde retornar ao convívio de seus familiares.  

            A diretora geral do Complexo, Liliane Sena, lembra que a admissão e alta de pacientes numa unidade de saúde é sempre um acontecimento cotidiano, mas, reitera que as altas do setor de Covid têm um sabor de superação mais que especial. “Essa pandemia que não é uma questão isolada, nem local, nem nacional, é mundial, mexe especialmente com todos os profissionais que, direta ou indiretamente, atuam numa unidade de saúde e como estamos lidando com uma doença nova, que pouco se conhece, que sequer tem uma vacina ou remédio específico, cujos protocolos praticamente foram sendo elaborados a medida em que a doença se manifestou, que se apresenta de variadas formas, que evoluiu de maneira diversificada, quando um paciente do isolamento Covid tem alta, isso simboliza que todos os esforços valeram a pena e que aquela cura não é somente do paciente que está voltando para seu lar, é de todos nós, por isso, as altas de Covid nos tocam de maneira ainda mais especial”, argumenta a diretora.

Assessoria




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.