• Dra Milena
Gerais

SES emite orientações quanto a recomendação da 2ª dose de reforço contra a Covid-19 em pessoas com 40 anos ou mais e para pessoas de 18 anos ou mais que receberam a dose única da Janssen

ÓTICAS GUIMARÃES

Nesta segunda-feira, dia 20 de junho, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu uma nota informativa com orientações quanto a recomendação da aplicação da segunda dose de reforço de vacinas contra a Covid-19 em pessoas com 40 anos de idade ou mais e a recomendação de reforços para pessoas de 18 anos ou mais que receberam a vacina Janssen no esquema primário (dose única) no Estado da Paraíba.

A decisão foi baseada nas Notas Técnicas 176/2022 e 177/2022 do Ministério da Saúde e passam a vigorar de imediato. Podem ser utilizadas as vacinas Pfizer, Janssen e AstraZeneca.

As pessoas com 18 anos ou mais que tomaram a vacina da Janssen (dose única) passam a ter recomendação do segundo reforço quatro meses após o primeiro. Já para quem tem 40 anos ou mais vacinadas também com a Janssen, haverá um terceiro reforço, obedecendo ao mesmo intervalo de tempo em relação à dose anterior.

A gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares, garante que o estado tem doses para atender todos os públicos contemplados até agora pelo Plano Nacional de Imunizações. “A Paraíba tem doses para que todos completem os esquemas vacinais indicados para cada faixa etária. Os municípios estão realizando os pedidos de vacinas quinzenalmente levando em consideração as doses em estoque e o público alvo de cada localidade e a partir da próxima semana já devem considerar os novos públicos”, finalizou.

As estratégias para a vacinação do referido público são de competência dos municípios. Portanto, é importante que os municípios adotem estratégias específicas para facilitar o acesso desse público, assim como, realizar busca ativa e efetuar vacinação extramuro (supermercados, centro de idosos, igrejas, escolas, feiras livres, rodoviárias, etc).

Confira abaixo a nota informativa:

Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo