Serviços prestados no CAPS Infantil e CER entram em colapso e famílias denunciam descaso na cidade de Patos



“Várias crianças vão ficar sem atendimento…a gente não tem mais nem saúde mental para lidar com essas questões, com esse descaso da prefeitura em relação ao serviço público, ao serviço de saúde…”, a afirmação é de Jossely Oliveira, presidente da Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Patos e Região (ASPPAA) e foi feita nesta quarta-feira, dia 27, logo após ela tomar conhecimento de mais demissões no Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPS I) e no Centro Especializado em Reabilitação (CER), órgãos da Secretaria de Saúde do Município de Patos.

Jossely relatou que dezenas de crianças especiais, entre estas várias com autismo, devem ter interrupção dos seus tratamentos que são realizados no CAPS I e no CER. O CAPS I está com suas atividades paradas por falta de pagamento de profissionais e por demissão de contratados que prestavam serviços especializados, tais como psicólogos, fisioterapeutas e outros profissionais da saúde.

Mães de crianças de várias cidades da região também estão prejudicadas, pois realizam tratamento em Patos e com o descaso no CAPS I e CER as crianças foram prejudicadas e estão tendo retrocesso no tratamento que exigem continuidade.

A senhora Mayra, mãe de criança com 4 anos e portadora de autismo, desabafou: “Nós, como mães, estamos gritando, pedindo socorro! Que façam alguma coisa por nossas crianças! Mais uma vez o tratamento foi interrompido! Onde vamos parar? Como nossas crianças vão ficar?”.

Em contato com Dr. Umberto Joubert, secretário de Saúde do Município de Patos, ele relatou que vem ampliando a infraestrutura no CER e que existe uma demanda judicial para não acontecer interrupção nos serviços, porém, houve e o próprio secretário está em busca de informações sobre as demissões ocorridas. Sobre o CAPS I, o secretário comentou que ocorreram demissões por falta de recursos para pagar os profissionais. De acordo com Joubert, o CAPS I está funcionando com serviços mínimos. Ele disse que vai determinar retomada de serviços no CER diante do ocorrido.


Jozivan Antero – Patosonline.com