Esportes

SÉRIE B: Grêmio e Bahia vacilam e Cruzeiro é campeão com 6 rodadas de antecedência

ÓTICAS GUIMARÃES

Com resultados que poucos acreditavam, o Cruzeiro foi favorecido pelas derrotas de Grêmio e Bahia e se sagrou campeão do Campeonato Brasileiro da Série B nesta sexta-feira, com seis rodadas de antecedência, ainda na 32ª rodada. Superando o recorde do Corinthians, de 2008, que foi conquistado na 34ª.

Com o time misto, o Grêmio não fez frente ao Sampaio Corrêa, em São Luís (MA) e acabou derrotado no Castelão por 2 a 1. Enquanto, em Chapecó (SC), a Chapecoense superou o Bahia por 3 a 1, de virada. Resultados que deram matematicamente o título à Raposa, com 71 pontos ganhos e de quebra, conquistou a vaga direta na terceira fase da Copa do Brasil, de 2023.

O título só foi possível também, porque na quarta-feira o time comandado por Pezzolano goleou a Ponte Preta, em Campinas (SP), por 4 a 1, também de virada.

Após três anos na Série B, sob a a batuta de Ronaldo Fenômeno no comando administrativo da SAF, o Cruzeiro fez uma campanha impecável, digno de um clube grande, quando vista a segunda divisão. Dos 32 jogos, foram 21 vitórias, oito empates e apenas três derrotas.

É o segundo recorde quebrado pelo Cruzeiro nesta Série B, além do título, a Raposa também conquistou o acesso com maior antecedência dos pontos corridos. A ascensão veio na 31ª rodada, ao superar o Vasco por 3 a 0, no Mineirão.

BRIGA NO Z4

A 32ª rodada, ainda teve dois jogos pela parte debaixo da tabela. Em Maceió (AL), o Guarani venceu o CSA, de virada no Rei Pelé, e deu mais um passo na luta contra o rebaixamento. Agora o Bugre é o 14º colocado, com 38 pontos, abrindo três do 17º, que é justamente o CSA, com 35.

Já no sul, em Ponta Grossa (SC), Operário e Vila Nova ficaram no 1 a 1, no Germano Krüger, em um jogo aberto, porém com um resultado que não agradou gregos e troianos. Ficou pior para Fantasma, que segue em seu calvário, em 18º lugar, com 32 pontos, enquanto o Tigre viu sua reação ser freada, aparecendo em 15º, com 38 pontos somados.


Por: Agência Futebol Interior


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo