• Dra Milena
Esportes

Série B: É oficial! Vasco anuncia Jorginho, ex-Atlético-GO, como treinador

ÓTICAS GUIMARÃES

O Vasco da Gama definiu nesta segunda-feira seu treinador para a sequência da temporada. Trata-se de Jorginho, de 58 anos, que volta ao Gigante da Colina após quatro anos para liderar o projeto de retorno à Série A do Campeonato Brasileiro. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira.

Nesta temporada, o treinador disputou a semifinal da Sul-Americana e as quartas da Copa do Brasil sob comando do Atlético-GO. Tetracampeão mundial com a Seleção Brasileira em 1994, Jorginho chega ao Almirante com contrato válido até o final de 2022 e ao lado dos auxiliares: Joelton Urtiga e João Roberto. O primeiro treinamento será realizado nesta terça-feira (06), no CT Moacyr Barbosa.

Natural do Rio de Janeiro, Jorginho irá para sua terceira passagem como treinador do Vasco da Gama, equipe que defendeu e conquistou títulos também no período de jogador. O tetracampeão mundial comandou o time vascaíno entre os anos de 2015 e 2016 e em parte da temporada de 2018. Foram 97 jogos, com 47 vitórias, 26 empates e 24 derrotas. Com aproveitamento total de 57%.

LEMBRANÇAS

Em sua primeira experiência como treinador do Gigante da Colina, Jorginho conquistou o título do Campeonato Carioca de forma invicta (em 2016) e garantiu o retorno do clube para a Serie A. O Vasco chegou a ficar 34 jogos seguidos sem perder, atingindo assim a maior invencibilidade de sua história em jogos oficiais.

Demitido do Atlético-GO no dia 27 de agosto, Jorginho ficou menos de duas semanas desempregado. No clube goiano, brigou contra o rebaixamento no Brasileirão o tempo inteiro, mas teve bons momentos na Copa do Brasil e na Sul-Americana. Depois de ser eliminado pelo Corinthians no mata-mata nacional, empatar com o Cuiabá e perder o clássico para o Goiás em seguida, acabou dispensado. 

Neste ano, o treinador também foi gerador de polêmicas por seus comentários sobre o técnico do Palmeiras, Abel Ferreira. Em algumas oportunidades, criticou comportamentos de Abel à beira do gramado e disse que o português recebia um tratamento diferente daquele que é dado aos treinadores brasileiros.


Por: Agência Futebol Interior


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo