SEPPM e CRAM registraram, desde início da pandemia, 07 atendimentos de violência contra a mulher em Patos



A Prefeitura Municipal de Patos, por meio da Secretaria Executiva de Políticas Públicas para as Mulheres e o Centro de Referência de Atendimento à Mulher, mesmo diante das restrições sanitárias e de saúde, tomadas como forma de prevenção ao coronavírus, mantém o devido atendimento e acolhimento às mulheres vítimas de violência.

Como forma de ampliar o acesso para todas as mulheres que precisem dos serviços da SEPPM e o CRAM, estes órgãos trabalham em conjunto com instituições como CRAS, CREAS, OAB (OAB por Elas), Ministério Público e Delegacia da Mulher.

Entre os serviços prestados, cabe destacar o acompanhamento jurídico feito em parceria com o Projeto OAB por Elas, e psicológico feito por profissionais do CRAM.

A SEPPM, juntamente do CRAM, realizou, desde o início da pandemia, 07 atendimentos a mulheres que sofreram algum tipo de violência, sendo que destes 02 foram encaminhamentos feitos pelo Conselho Tutelar, 01 foi acompanhamento feito pelo CMDM (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher), 01 da Delegacia da Mulher, 01 do Ministério Público, 01 por meio de uma Agente Comunitária de Saúde e 01 procurou a Secretaria de forma espontânea. Todas  elas continuam recebendo acompanhamento psicológico. 

As mulheres que se sentirem agredidas ou violentadas, primeiramente denunciem através do Disque Denúncia 180 e Polícia Militar 190, como também podem buscar os serviços da Secretaria Executiva de Políticas Públicas para a Mulher, bem como do Centro de Referência de Atendimento à Mulher, na Rua do Prado, 147, Centro, de segunda a sexta-feira no horário de 7h30 às 13h30.

Coordecom




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.