Senador Ney Suassuna diz que Brasil não tem saúde financeira para bancar pagamento de 14º salário para aposentados



O senador paraibano Ney Suassuna (Republicanos) declarou nesta quarta-feira (7) durante entrevista ao programa Notícias da Hora, transmitido pela Rádio Universidade 105.1 FM que o país não tem saúde financeira para bancar o Projeto de Lei n° 3657/2020 para pagamento do 14º salário para aposentados e pensionistas do INSS.

“No momento não temos. No momento nós avançamos tanto e não há milagre na economia em administração. Quando você tira, gasta um dinheiro você tem que tirar de algum canto  e se gastou o dinheiro que você não tinha e tomou emprestado vai ter que pagar. Então nós não pudemos de maneira nenhuma pensar só no presente, e é o que infelizmente a maioria das pessoas fazem”, disse o senador ao fazer referência a dificuldade financeira do pais.

Ney Suassuna ressaltou que não adianta bancar o projeto sem considerar o orçamento atual. “É muito fácil dizer vou pagar o 14º, todo mundo vai ficar feliz. os que vão recber, mas todos vão ter que pagar. Então tá tirando do bolso e botando em outro bolso”, comentou.

Ney Suassuna é primeiro suplente do senador Veneziano Vital do Rego (PSB), que solicitou licença do cargo até o dia 21 de janeiro de 2021 para tratar de assuntos pessoais. A proposta para o pagamento do 14º salário para aposentados e pensionistas do INSS em tramitação no Senado Federal foi apresentada pelo senador Paulo Paim (PT) do estado do Rio Grande do Sul.

Epitacio Germano