Sem-teto questiona exigência do Titulo de Eleitor no novo cadastro da Prefeitura de Patos



Durante a manhã desta terça-feira, dia 06, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Patos, que tem a frente à secretária Eliane Batista, realizou cadastro com as famílias sem-teto no Conjunto Monte Castelo II, mais conhecido como Conjunto dos Sapateiros. O cadastramento foi realizado na sede da Associação dos Moradores e teve quase 200 famílias com documentação preenchida em busca da casa própria.

Para a surpresa das famílias sem-teto, um dos documentos exigidos, e que não havia sido pedido antes, foi o título de eleitor. “Não entendi o porquê da exigência do título de eleitor. No cadastramento que havia sido feito antes não teve nada disso”, confessou Cícero Cirino um dos líderes do movimento por moradia.

A discussão em torno da entrega das residências, famílias que foram beneficiadas e manifestações por parte dos sem-teto geraram uma sessão especial na Câmara dos Vereadores que foi desprestigiada pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico. Desde então, esse fato tem gerado mal estar entre a base de sustentação do governo municipal na Câmara. Os vereadores da base do prefeito acusam a secretária do desenvolvimento econômico, Eliane Batista de fazer uso político com as casas. Com mais esse episódio da exigência do título de eleitor para o cadastramento, a lenha na fogueira pode aumentar.

O presidente da Câmara Municipal de Patos, Marcos Eduardo – PMDB chegou a usar a tribuna da Casa Juvenal Lúcio para pedir, mesmo de modo peculiar, a exoneração da secretária Eliane Batista. Os ânimos se acalmaram quando o prefeito Nabor Wamderley – PMDB reafirmou a capacidade da secretária para ocupar o cargo, bem como sua confiança para a mesma permaneça no cargo.

 

 

Jozivan Antero – patosonline.com