Sem canal de negociação, policiais podem fechar delegacias



Os policiais civis da Paraíba podem radicalizar e fechar a cadeado as delegacias, caso o governador do Estado não abra um canal de negociação com a categoria que está com as atividades paralisadas desde a última quinta-feira. Os delegados também estão parados há 11 dias, pela paridade salarial com procuradores.

O comando de greve diz que está disposto a conversar para se chegar a um entendimento a qualquer hora.

Mais de 3 mil ocorrências deixam de ser feitas por dia, prejudicando a população e deixando no ar um clima de medo e insegurança.

Na próxima semana, os grevistas estão programando fazer um ato público com café da manhã e uma passeata pelas principais ruas do Centro de João Pessoa.

O governador Cássio Cunha Lima diz aos grevistas que não negocia com a categoria em greve, apesar de considerar o pleito justo. Ele pediu que os delegados retornassem ao trabalho e, no próximo ano, realizaria um estudo para ver a possibilidade de retornar com a paridade salarial entre delegados e procuradores.

O impasse tem deixado pelo menos mil casos de homicídios sem investigação.

Correio da Paraíba