Seis estados vivem situação de “emergência” de casos de coronavírus



Seis estados estão em situação considerada de emergência para o número de casos de coronavírus, segundo o Ministério da Saúde. São eles: Amazonas, Distrito Federal, São Paulo, Ceará, Amapá e Rio de Janeiro.

É o que mostra um levantamento divulgado no boletim epidemiológico mais recente do Ministério da Saúde, do dia 9 de abril, que calculou o coeficiente de incidência por 100 mil habitantes da doença. A média nacional é de 7,5 casos por 100 mil habitantes. Estes seis estados são os que estão ao menos 50% acima dessa média. 

caso mais crítico é do estado do Amazonas, com incidência de 19,1 por 100 mil habitantes, seguido por Distrito Federal (16,7/100.000) e São Paulo (14,5/100.000).

Segundo a Central de Medicamentos do Estado do Amazonas (Cema), há estoque de máscaras cirúrgicas somente para mais uma semana. A secretaria de saúde tem buscado racionalizar o uso do material.

“As projeções dizem que o sistema vai colapsar em dias. Aqui em Manaus isso já aconteceu, tanto sistema de saúde e funerário já colapsaram. Entramos em contato com uma cidade vizinha para usar o crematório deles”, disse o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, à CNN nesta sexta-feira (10).

O painel de Leitos e Insumos do Ministério da Saúde mostra que há 264 leitos de UTI adulto no estado, ou 0,68 por 10 mil habitantes, sendo 170 do Sistema Único de Saúde O número está bem abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde, de um leito a cada 10 mil habitantes, e também abaixo da média nacional.

O governo tem prometido aumento nos leitos — na última terça, colocou em funcionamento mais 15, além de ter recebido 19 respiradores.

Já se analisado o número de mortes, o Brasil apresenta um coeficiente de mortalidade de 0,4/100.000, com os seguintes estados à frente: São Paulo (0,9/100.000), Amazonas (0,7/100.000), Rio de Janeiro (0,6/100.000), Pernambuco (0,5/100.000) e Ceará 0,5/100.000).

CNN/Brasil