Seguindo protocolo de segurança, agentes de endemias intensificam ações de prevenção e combate ao Aedes em Patos



Desde março de 2020 que os agentes de combate às endemias estão seguindo as recomendações do Ministério da Saúde para adequação das ações frente à atual situação epidemiológica referente ao novo coronavírus (Covid-19).

O grande desafio tem sido realizar o trabalho de rotina sem ter que entrar nas residências, limitando as visitas apenas na área peri domiciliar (frente, lados e fundo do quintal ou terreno). Nesse sentido, os agentes de endemias repassam orientações importantes, sobretudo no tocante à prevenção contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Nesse período, a ameaça do mosquito se torna ainda mais notória em razão das chuvas. Para minimizar os impactos da proliferação em massa do mosquito, a Secretaria Municipal de Saúde de Patos, por meio da Vigilância em Saúde, está intensificando as ações de combate ao Aedes, por meio da visita externa aos 58.700 imóveis cadastrados no município, sendo esses residências, pontos comerciais e terrenos.

Quando existe um local onde o mosquito já se encontra instalado, a recomendação é que as pessoas lavem os depósitos rasteiros e também as caixas de água onde o mosquito foi observado. Em casos mais complexos, os agentes de endemias podem ser solicitados para adotar medidas de eliminação dos focos.

Maiores dúvidas sobre como proceder diante de uma suspeita de foco do mosquito antes da visita do agente de endemia, a população pode se dirigir até a unidade de saúde mais próxima para solicitar a visita, ou ainda ligar para o número (83) 98887-7476.

Coordecom